domingo, 16 de agosto de 2015

Novena do Catequistas - 2º Dia

2º dia da novena

Abençoai, Senhor, os meus catequizandos.
■ SINAL DA CRUZ      Oração inicial

Senhor,
Sou catequista por vós enviado, a serviço da Igreja.
Anuncio o Evangelho com alegria 

formando os vossos discípulos
para que se tornem missionários.
Coloco-me a vossa disposição,
e à disposição dos meus catequizandos.
Peço a graça de perseverar,
superando limitações e dificuldades.
Rezo esta novena com fé,
por mim, por meus catequizandos,
pelos seus familiares e pela Igreja.
Iluminai-me com o vosso santo Espírito
e mergulhar-me no amor do Pai em minha oração
e em minhas atividades.
Amém!

Interiorização
Faça do seu coração a sua igreja. Desacelere os pensamentos e suavize os sentimentos. Acolha odos os ruídos e barulhos, transformando-os em sons que o ajudem a sentir-se bem. Abra o seu ser a Deus como você abre as portas de cada a uma pessoa amiga. Receba-O suavemente, sinta-se abraçado por Ele. Deixe que Ele demonstre todo o seu amor por você. Por alguns instantes, permita que Ele faça companhia a você, e você a Ele.
Sem pressa, visualize agora, com a maior fidelidade possível, cada um de seus catequizados. Recorde seus nomes, seus traços faciais, as particularidades que os caracterizam, como a cor do cabelo, a altura, a forma de falar, o meio de se expressar. Depois aguarde alguns instantes de silêncio, assimilando o que veio à sua mente e ao seu coração.


Reflexão
Leia sem pressa
Os catequizandos são um presente de Deus para mim, e eu para eles. É a Igreja, na pessoa da coordenação da catequese, que os confia a mim. Eles são mais do que alunos, antes, são companheiros que, como os discípulos de Emaús, farão comigo a experiência de entrar em contato com Jesus, para conhecê-Lo e amá-Lo. Catequista e catequizandos convivem entre si e com o Senhor; tornam-se íntimos e crescem juntos na fé, na esperança e na caridade. Valorizam o aprendizado sem deixar de vivenciar o que refletem nos diversos roteiros doutrinários. Catequistas e catequizandos formam uma pequena comunidade cristã.
Reflita: o que esse texto diz a mim, catequista?

Instrução
Não rogo somente por eles, mas também por aqueles que por sua palavra hão de crer em mim. Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que sejam um, como nós somos um: Eu neles e tu em mim, para que sejam perfeitos na unidade, e o mundo reconheça que me enviaste e os amaste, como amaste a mim. Pai, quero que, onde eu estou, estejam comigo aqueles que me deste, para que vejam a minha glória, que me concedeste, porque me amaste antes da criação do mundo. Manifestei-lhes o teu nome, e ainda hei de lhe manifestar, para que o amor, como que me amaste esteja neles, e eu neles (Jo 17,20-24.26).
Leia o texto novamente, com calma. O que mais chamou a sua atenção? Que palavras sobressaíram da leitura? Que mensagem você encontrou nesse texto da Sagrada Escritura?
Tempo para pensar, meditar e saborear a Palavra de Deus.

Entrega
Da forma mais simples possível, diga a Jesus, como se você estivesse conversando com Ele, tudo o que você tem a dizer sobre os seus catequizandos. Fale sobre como eles são, como se comportam, as dificuldades que mostram ter, as bagunças que fazem. Diga tudo, não guarde nada para você...
Depois de falar, silencia sua mente e o coração. Deixe que o Espírito Santo ilumine a sua reflexão e oração e as entregue a Jesus; Jesus, por sua vez, as apresentará ao Pai.

Compromisso
Diante do que rezei e refleti hoje, que compromisso vou assumir em relação aos meus catequizandos?
Diga a Jesus: “Jesus eu assumo o compromisso de...”

Oração
Senhor, neste segundo dia da novena peço que me ajudeis a dedicar-me aos meus catequizandos de corpo e alma. Fazei-me evangeliza-los e ser por eles evangelizado. Quero ser para todos eles um sinal de vosso amor incondicional. Para tanto, conto com a intercessão de Maria, vossa e minha primeira catequista. Amém.


Se você tiver um pedido particular para fazer, apresente-o agora a Jesus. Depois conclua glorificando a Trindade:
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
                     
                                         

Oração final

Senhor,
obrigado pelo ministério
que a mim confiaste
por meio de vossa igreja.
Amo os meus catequizandos
e os evangelizo com alegria,
apresentando-vos como
o Caminho, a Verdade e a vida.
Obrigado por esta novena
em que entrego a vós
a mim e aos meus catequizandos.
Olhai por suas famílias,
especialmente por aquelas
que carregam as cruzes mais pesadas.
Abençoai, Senhor, toda a minha vida,
em casa, no trabalho e na comunidade.
                                  
   ■ SINAL DA CRUZ
                                Amém!        

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO