terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

ROTEIRO DE ENCONTRO: MISSÃO E CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2017

ROTEIRO DE ENCONTRO – CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2017
“Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”
“Cultivar e guardar a criação” (Gn 2, 15).

OBJETIVO: 
A Campanha da Fraternidade é marcada pelo empenho de todos em favor da solidariedade e fraternidade, sempre abordando temas atuais, que a cada ano propõe uma transformação social e comunitária, seja ela em desafios sociais, econômicos, culturais e até mesmo religiosos, onde toda a população envolvida na Campanha da Fraternidade é convidada a ver, julgar e agir. E dentro deste propósito, queremos envolver as crianças e adolescentes da catequese nesta perspectiva de:
a) ver a realidade em que vivem;
b) Julgar/iluminar esta realidade com a Palavra e;
c) buscar ações em prol de mudanças na sociedade.

AMBIENTE:
- Preparar o ambiente com o cartaz da CF 2017, bem destacado e numa mesa colocar a Bíblia, flores (naturais), vela e uma pequena toalha com a cor litúrgica da Quaresma. Se possível usar plantas e objetos que lembrem a criação e a natureza.

- Preparar uma “Caixa de correio”, feita de papelão. A caixa pode ser bem elaborada como a maior, ou pequena como as outras.




MATERIAL PARA ATIVIDADES:

- Preparar o Texto com trechos da Carta de Pero Vaz de Caminha para todos, se puder imprimir com fundo de “pergaminho”, seria interessante.(anexo).

- Papel e envelope para carta, selo, etc.

ACOLHIDA:

Acolher os participantes com carinho e convidá-los a se ambientar.
Usar o Hino da CF como “fundo musical”.

DESENVOLVIMENTO DO ENCONTRO:

- Apresentar o tema da CF 2017, usando a linguagem de acordo com a idade dos interlocutores. Lembrar que todos os anos a CF acontece e porquê.

- Entregar o “pergaminho” com os trechos da Carta de Pero Vaz de Caminha e introduzir o assunto.

(Página 09 - 10 do Livrinho “Encontros catequéticos para crianças e adolescentes” – CNBB – CF 2017, até o “para refletirmos”).

- Iluminar o tema convidando a fazer uma leitura bíblica.

Uma pequena introdução ao texto Bíblico: (pg. 10 do livrinho).

Fazer a leitura do texto Gênesis 2, 4b-15, conforme Leitura Orante sugerida, e a reflexão com os interlocutores, dando espaço para discussão (pg.11).

ATIVIDADE PROPOSTA:

01 - Conhecer os Biomas Brasileiros: Apresentar o mapa do Brasil e os seus biomas especulando o conhecimento que os interlocutores possuem (escola) a respeito do assunto.

- (Livrinho “Encontros Catequéticos para crianças e adolescentes”, pg. 13 a 17).

 - Pedir aos interlocutores que se “localizem” no mapa do Brasil e identifiquem o Bioma da sua região.
- Para as crianças pequenas é interessante fazer uma atividade de pintura no mapa para identificar o bioma. (Usar mapa em branco).
- Depois de identificado o seu Bioma, pesquisar as características dele e em quais aspectos ele se encontra preservado ou depredado.
- Fomentar uma discussão a respeito do que podemos fazer para “Cuidar da criação” e preservar o nosso bioma.


(Pode-se usar outro mapa com resolução mais definida, assim como um em branco para pintar).

02 – Fazer Missão: Trocar cartas

- Assim como fez Pero Vaz de Caminha, contando ao rei de Portugal como eram as terras e o lugar onde aportaram, vamos também contar a outras pessoas como é a nossa “terra” e o lugar onde vivemos: quem são as pessoas que vivem aqui, o que fazem, como é a natureza, as plantações e como o homem e os animais vivem;

- Incentivar às crianças a escreveram “Cartinhas Missionárias” (ver AQUI como funciona o projeto), que serão destinadas a outros catequizandos em outras partes do país, contando sobre a região em que vivem e como é o bioma dela.

Atenção: as crianças mais pequenas podem ter dificuldade em escrever, convém que a catequista monte um pequeno “esquema” para que elas sigam.

- Pedir às crianças que coloquem suas “cartinhas” na “caixa do correio”, explicando que elas receberão resposta depois de outras crianças. (As cartinhas podem ser feitas em casa e podem ser trazidas no encontro seguinte).

(Quando a catequista tiver as respostas das cartas, providenciar um encontro retornando ao ambiente a “caixa do correio”, que as crianças vão abrir para buscar suas cartas. Este encontro pode ser iluminado pelo texto de Gênesis 1, 28-31, conforme página 18 do livrinho da CF 2017 – CNBB).

- Encerrar o encontro com a Oração da CF 2017.

ORAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2017

Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.
Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.
Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela
Casa Comum.
Cresça, em nosso imenso Brasil,
o desejo e o empenho de cuidar mais e mais
da vida das pessoas,
e da beleza e riqueza da criação,
alimentando o sonho do novo céu e da nova terra
que prometestes.
Amém!

ANEXO 01:
Esquema da cartinha...

Cidade, data

(Apresentação)
Olá, eu sou........, tenho .... anos e moro na cidade de...................
(outros dados que a criança queira colocar)

Este ano estamos falando da CF e sobre cuidar da criação de Deus. Aprendi com a minha catequista que..................................................................................
(incentivar as crianças a escreverem o que entenderam da apresentação dos biomas).
Aqui onde moro o bioma principal é......................................................................
(dizer o nome do bioma e descrever como é a natureza, os animais e as pessoas).
A natureza na minha cidade (está ou não está) preservada.......
(incentivar a crianças a descrever como a natureza está sendo agredida ou preservada).
Eu penso que as pessoas deveriam......
(na opinião deles, o que as pessoas precisam fazer para cuidar da criação).
E você? Como é o bioma da sua cidade? O que vocês estão fazendo para preservar a natureza?
(com essa pergunta eles estão incentivando as respostas. Caso a cartinha já seja uma reposta, terminar de outra forma)

Um grande abraço



OBS: É interessante que o catequista incentive a redação da carta com ideias das próprias crianças. Converse com os pais a respeito e deixe que levem as cartinhas para terminar em casa com a ajuda dos pais, trazendo no próximo encontro.

FONTE:

- Como funcionam as “cartinhas missionárias” - veja neste endereço:

- Adquira o livrinho “Encontros Catequéticos para Crianças e Adolescentes” – material da CF 2017 – CNBB.

VOCÊ ENCONTRA O LIVRINHO AQUI:
Ou nas livrarias católicas.

ANEXO 2:

A CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA:

A carta de Pero Vaz de Caminha foi escrita com o objetivo de relatar ao rei de Portugal, Dom Manuel I, os principais acontecimentos da expedição comandada por Pedro Álvares Cabral às Índias. A seguir, alguns trechos que se referem aos primeiros contatos dos portugueses com as populações indígenas e com as terras que deram origem ao nosso país. Leia com atenção os fragmentos selecionados:

(...) A pele deles é parda e um pouco avermelhada. Têm rostos e narizes bem feitos. Andam nus, sem cobertura alguma. Nem se preocupam em cobrir ou deixar de cobrir suas vergonhas mais do que se preocupariam em mostrar o rosto. E a esse respeito são bastante inocentes. Ambos traziam o lábio inferior furado e metido nele um osso verdadeiro, de comprimento de uma mão travessa, e da grossura de um fuso de algodão, fino na ponta como um furador.

(…) Os cabelos deles são lisos. E os usavam cortados e raspados até acima das orelhas. E um deles trazia como uma cabeleira feita de penas amarelas que lhe cobria toda a cabeça até a nuca (…).

Parece-me gente de tal inocência que, se nós entendêssemos a sua fala e eles a nossa, eles se tornaria, logo cristãos, visto que não aparentam ter nem conhecer crença alguma. Portanto, se os degredados que vão ficar aqui aprenderem bem a sua fala e só entenderem, não duvido que eles, de acordo com a santa intenção de Vossa Alteza, se tornem cristãos e passem a crer na nossa santa fé. Isso há de agradar a Nosso Senhor, porque certamente essa gente é boa e de bela simplicidade. E poderá ser facilmente impressa neles qualquer marca que lhes quiserem dar, já que Nosso Senhor lhes deu bons corpos e bons rostos, como a bons homens. E creio que não foi sem razão o fato de Ele nos ter trazido até aqui.

( ... ) Esta terra, Senhor, parece-me que, da ponta mais ao Sul até a outra ponta ao Norte, do que nós pudemos observar deste porto, é tão grande que deve ter bem ou vinte e cinco léguas de costa. Ao longo do mar, têm, em algumas partes, grandes barreiras, uma vermelhas e outras brancas; e a terra é toda chã e muito formosa. O sertão nos pareceu, visto do mar, muito grande; porque a estender os olhos não podíamos ver senão terra e arvoredos – terra que nos parecia muito extensa.

Até agora não pudemos saber se há ouro ou prata nela, ou outra coisa de metal, ou ferro; nem os vimos. Contudo, a terra em si é de bom clima, fresco e temperado, como os de Entre-D’Ouro-E-Minho, nesta época do ano. As águas são muitas; infinitas. De tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por causa das águas que tem!”

Glossário
Chã: plana
Degredado: exilado
Entre-D’Ouro-E-Minho: regiões litorâneas de Portugal
Légua: representava para os portugueses, 5.512 m.
Sertão: refere-se ao interior das terras encontradas.

Ângela Rocha
(Adaptação do Livrinho da CF e do Projeto Cartinhas Missionárias).

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO