quinta-feira, 3 de agosto de 2017

“VOCAÇÃO: UM CHAMADO DE DEUS


Vocação quer dizer um chamado de Deus para um trabalho a ser feito na sociedade, no mundo. Todos nós temos uma vocação. A vocação é um chamado de Deus. Deus nos chama para a vida e o serviço.

Dentro dessa vocação, há chamados específicos, alguns são chamados para a vida religiosa, como os Padres, frades, freiras e consagrados, outros para o casamento e mesmo como leigos a serviço da igreja, como os catequistas.

Cada um de nós recebe um dom e é com ele que vamos realizar nossa missão no mundo. Quando respondemos ao chamado de Deus estamos colaborando com a construção do Reino. Na Bíblia há muitos chamados: Noé, Abraão, Moisés, Jonas, Samuel, Elias e os apóstolos. Foi Jesus quem chamou os primeiros colaboradores.
Pedro era pescador e Jesus convidou-o dizendo:


 "Não tenhas medo! Doravante serás pescador de homens".(Lc 5,10).

Mas ao convite de Jesus houve uma resposta de Pedro. Não basta apenas ter uma vocação, ou ser chamado. É necessário dar uma resposta. Foi isso que também aconteceu com Mateus que era cobrador de impostos. Vamos conhecer juntos o chamado que Jesus fez a Mateus? Depois disso, Jesus saiu, viu Mateus, um publicano, sentado na coletoria de impostos e disse-lhe:

"Segue-me!" E, levantando-se, Mateus deixou tudo e o seguiu". (Lc 5, 27-28)

Você já pensou como essas pessoas tiveram coragem para deixar tudo e seguir Jesus? É assim também nos dias de hoje. Existem pessoas que trabalham, estudam e encontram tempo e coragem para responder à sua vocação.

E vocês, sendo crianças e ainda não estando em idade de trabalhar, como podem fazer um trabalho na vocação a que Deus chamou? É fácil! Sejam obedientes e bons filhos, tratando bem em casa a todos. Na escola, sendo alunos aplicados e dedicados aos estudos, respeitando professores e colegas.

E no mundo, como podem exercer uma vocação?

Sendo bons cristãos, vivendo a vocação de batizados. Ajudando, na medida do possível, os mais velhos; ajudando a conservar limpos os locais onde frequenta  sendo gentis e educados para com os outros; ajudando os mais necessitados; sendo solidários e participativos nas coisas próprias de sua idade etc.
Isso na verdade é ser santo e missionário, o que é a primeira vocação de todo cristão pelo batismo: 

"Sede perfeitos (santos) como é perfeito o vosso Pai que está nos céus".


PRIMEIRO DOMINGO: é o dia das vocações sacerdotais. Atualmente também se comemora o dia das vocações diaconais, ou melhor dizendo: dia das vocações aos ministérios ordenados. Essa comemoração se deve ao fato de no dia 4 de agosto celebrarmos o dia de São João Maria Vianney, o Cura D’Ars, patrono dos padres; e, no dia 10 de agosto, o dia de São Lourenço, patrono dos diáconos.

SEGUNDO DOMINGO: por imitação do segundo domingo de maio - no qual é comemorado o Dia das Mães - temos o Dia dos Pais. Sabemos que no Brasil esse dia é comemorado porque antigamente no dia 16 de agosto celebrava-se o dia de São Joaquim, pai de Nossa Senhora e, por isso, adotou-se esse dia e depois o domingo para essa comemoração. Devido a esse fato, nesta data é comemorada a vocação matrimonial.

TERCEIRO DOMINGO: recorda-se a vocação à vida consagrada: religiosos, religiosas, consagradas e consagrados nos vários institutos e comunidades de vida apostólica e também nas novas comunidades. Essa recordação é feita porque no dia 15 de agosto celebramos o Dia da Assunção de Maria aos céus, solenidade que aqui no Brasil é transferida para o domingo seguinte.

QUARTO DOMINGO: é nesta data que se comemora o Dia do Catequista, daí a comemoração do dia da vocação do cristão leigo na Igreja, tanto na sua presença na Igreja como também em seu testemunho nos vários ambientes de trabalho e vida. O dia do cristão leigo voltará a ser comemorado no último domingo do ano litúrgico, domingo de Cristo Rei.



Fonte: Diversos

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO