segunda-feira, 25 de junho de 2018

ROTEIRO ENCONTRO:CATEQUESE E COPA DO MUNDO

OS CRAQUES DE JESUS

* Este encontro é uma colaboração da catequista Gorete Aquino, da Paróquia São Judas Tadeu,  Lavras- MG. Ela conta para nós como foi o encontro que  fez com seus catequizandos sobre a Catequese e a Copa do Mundo. 

Em tempos de Copa do Mundo, evento que mexe com a emoção da maioria da população, a catequese não poderia ficar indiferente a esse acontecimento. Uma ótima oportunidade para se trabalhar valores, falar sobre violência entre as torcidas e mesmo entre jogadores, e muito mais. 

Foi esse o tema do meu encontro com as crianças. Semana passada motivei-os para o encontro e senti uma grande vibração entre as crianças. Discutimos sobre os ídolos, sobre preferências e, é claro, que fui interagindo com os valores cristãos,como ética e o respeito às diferenças. 

Parti do Evangelho Mt 10,1-4. Concluí o encontro dizendo que hoje o time de Jesus é formado por todos os cristãos. Gratuitamente o Senhor nos chama para o seu time, a Igreja, e cuida de nós, alimentando- fortalecendo-nos. É graça e dom fazer parte da seleção de Jesus, mas também é encargo, compromisso e responsabilidade. E que cada jogador desse time é motivado a dar o máximo de si em sua tarefa específica. 

O time de Jesus deve estar em todas as partes do mundo, ,pois foi Ele mesmo que disse; "ide e pregai o Evangelho a toda criatura" (Mt 28,19). 

Gorete Aquino - Paróquia de São Judas Tadeu - Lavras - MG Diocese de São João Del Rei - MG.
                                                   
OBJETIVO:
O objetivo principal é a enculturação, ou seja, a catequese não pode se prender meramente na transmissão de doutrinas, mas, sobretudo, despertar a consciência cristã levando a criança, o adolescente e porque não, também o adulto, a experimentar uma conversão, uma proximidade maior com sua Igreja a partir das realidades vividas por cada um. Comece surpreendendo a curiosidade dos catequizandos com dados históricos e culturais, e passe a bola para o grupo. Faça um paralelo também sobre torcedores e a violência nos estádios.

Lembrar-se da união e o envolvimento dos países, das nações e das raças, bem como seus costumes, crenças e religiões. Não esquecer também da alienação do povo diante da copa, os interesses sociais, políticos e econômicos que envolvem o evento. Convide-os para fazer bandeirinhas, decorar a sala de catequese, não esquecendo jamais da Bíblia, dando-lhe um destaque maior. Promova uma partida de futebol entre as turmas ou entre pais e filhos, organize torcida, faça faixas, mas não esqueça o sentido cristão.

SUGESTÃO DE ATIVIDADES
  • A origem do futebol foi o treinamento dos exércitos para a defesa dos imperadores. Onde entrou o papel das religiões dos grandes impérios?
  • A violência dos jogos na antiguidade tem semelhança com os fatos atuais?
  • Trabalhar na perspectiva time/comunidade: treinador Jesus, jogadores/discipulado, explorando as funções/dons de um e sua importância para que o time jogue bem, ou seja, para contribuirmos na construção do Reino.
  • Faça um paralelo também sobre torcedores e a violência nos estádios. Lembrar-se da união e o envolvimento dos países, das nações e das raças, bem como seus costumes, crenças e religiões. Não esquecer também da alienação do povo diante da copa, os interesses sociais, políticos e econômicos que envolvem o evento. Convide-os para fazer bandeirinhas, decorar a sala de catequese, não esquecendo jamais da Bíblia, dando-lhe um destaque maior. Promova uma partida de futebol entre as turmas ou entre pais e filhos, organize torcida, faça faixas, mas não esqueça o sentido cristão.
  • Trabalhar a figura do "ídolo" - Quem são os ídolos da copa? Por que são considerados ídolos? E Jesus é um ídolo? Refletir sobre a efemeridade desses ídolos e a permanência de Jesus em nossas vidas. Também é interessante discutir o dinheiro que esses ídolos ganham e a gratuidade de Cristo.

ATIVIDADES PARA PEQUENOS GRUPOS OU DUPLAS

Seria interessante talvez fosse fazer com que cada grupo ou dupla trabalhasse dois ou três temas sugeridos abaixo e no final se fizesse uma apresentação e um painel para divulgação.

• Qual significado da presença de povos e culturas de toda a Terra?

• A Copa do Mundo contribui para o encontro e para a convivência entre os povos? Por quê?

• Onde foi realizada a última copa do mundo?

• Procurar conhecer a cultura e a religião de cada país

• O que vocês sabem a respeito da seleção brasileira? Quantos títulos mundiais conquistados?

• Será que nossos jogadores jogam por garra ou por interesse financeiro?
Existe harmonia ou rivalidade entre os jogadores?

• Em sua opinião, porque muitos vão jogar fora do país?

• Será que esses jogos unem as pessoas, as raças, os credos de todos os países envolvidos?

A PALAVRA DE DEUS ILUMINA NOSSA VIDA

Em sua vida pública, Jesus escolheu pessoas para conviver mais de perto com Ele. Ouçamos o que nos diz a Palavras de Deus em Mt 10,1-4

REFLETINDO:

Hoje esse time de Jesus é formado por todos os cristãos. Gratuitamente o Senhor nos chama para o seu time, a Igreja, e cuida de nós, alimentando-nos e fortalecendo-nos. Ele nos treina com seus critérios.

É graça e dom fazer parte da seleção de Jesus, mas também é encargo, compromisso e responsabilidade. O time de Jesus é rico em variedade de dons. Cada “jogador” é motivado a dar o máximo de si em sua tarefa específica. Exemplos: ativamente das missas aos domingos e dias Santos de Guarda; procurar amar o outro e ajudá-lo a ser feliz; não brigar com coleguinha, amar e respeitar os pais, professores e demais pessoas. Ele cumpre a sua missão com zelo e competência, mas ao mesmo tempo, tendo uma visão de conjunto. Ele apoia, busca harmonia, trabalha em equipe. O time de Jesus deve estar em todas as partes do mundo, pois Ele disse: “Ide e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mt 28,19).

PARTILHA

Diante do texto bíblico, podemos dizer que Jesus formou um time e foi Ele mesmo o técnico. Mas um técnico diferente: não ficava apenas sentado no banco dando ordens, jogava junto com seu time em favor da vida. Eram muitos os seus ensinamentos, as exigências, as repreensões, os estímulos. A lei maior era o amor e o serviço.
  • Será que o critério usado por Jesus na escolha de seu “time” é o mesmo usado pelo técnico da nossa seleção? A seleção de Jesus tinha doze homens. Será por quê? Quem eram eles?
  • Como eles se relacionavam?
  • E hoje? Quem está na seleção de Jesus? (incentivar a partilha de ideias)

Trabalhar a figura do "ídolo" - Quem são os ídolos da copa? Por que são considerados ídolos? E Jesus é um ídolo? Refletir sobre a efemeridade desses ídolos e a permanência de Jesus em nossas vidas. Também é interessante discutir o dinheiro que esses ídolos ganham e a gratuidade de Cristo.


AVALIAÇÃO

Ao final dos encontros, concluir com orações pela paz nos estádios e fora deles. O que vocês pretendem fazer agora para continuar jogando na seleção de jesus?
Terminar encontro rezando de mãos dadas a oração universal: Pai Nosso.

FONTES:

Blogs: 
E outros. 


Adaptado por:
Gorete Aquino - Lavras MG.
Postar um comentário