domingo, 19 de agosto de 2018

DIA DA FAMÍLIA NA CATEQUESE


SEMANA FAMÍLIA 2018 
"O Evangelho da família, alegria para o mundo"


Esta semana que passou foi muito intensa em comemoração à SEMANA DA FAMÍLIA. Tenho certeza que muitas comunidades vivenciaram ao máximo o "Evangelho da Família: Alegria para o mundo”.


Começamos a semana (11/8), convidando a todos para trazer fotos das suas famílias para colocarmos num mural na Igreja, para que em todas as missas, a comunidade lembrasse de rezar por elas. Não só aquelas que trouxeram fotos, mas, por todas as famílias do mundo, para que continuem sendo "Evangelho" de alegria e esperança no mundo.

Para fechar a semana, no sábado à tarde (18/08), promovemos uma confraternização com "cine pipoca" para as famílias da comunidade. 

Assistimos o filme da Disney "Lilo & Stitch" saboreando pipoca e guaraná. Nosso pároco, Frei Alexandre rezou com as famílias uma bela oração para finalizar o momento e em seguida, tivemos uma confraternização com cachorro quente e outras guloseimas partilhadas pelas famílias.


Na sequência, todos foram à missa "da catequese", que sempre acontece aos sábados após os encontros, para receber a Bênção das famílias, fechando nossa Semana.

LILO & STITCH: LIÇÕES DE AMIZADE E FAMÍLIA


O filme que assistimos no sábado, foi escolhido por vários motivos:

- Primeiro que é um desenho animado e as crianças tem paixão imediata por eles. Depois que a história de Lilo, uma menininha que perdeu os pais num acidente, e de Stitch, um alienígena adotado por Lilo como um cachorro, é sensível e divertida.

- Lilo perdeu os pais num acidente de carro numa noite de chuva. Ela está sendo cuidada pela irmã mais velha e tem vários problemas para se ajustar em seu grupo. E elas tem aquele relacionamento normal de irmãs que brigam, mas, se amam. Nani, a irmã mais velha, faz de tudo para não perder a guarda da irmãzinha, e ao mesmo tempo a irmã faz de tudo para virar a vida dela de ponta cabeça. Aí chega Stitch, um alienígena feroz e malcriado, vindo de outro planeta, que Lilo adota como cachorro. E a “federação galáctica” do planeta de Stitch tenta capturá-lo para leva-lo de volta. Essa é a história de uma “família pequena e incompleta” que vive às voltas para permanecer junta e ao mesmo tempo tem amor suficiente para acolher um outro membro desajustado socialmente. Mas, com o amor e a paciência de Lilo, de um animalzinho de estimação problemático, Stitch acaba se transformando em um membro da família.

Vamos a algumas mensagens e lições que podemos tirar do filme:

01/ “Ohana” quer dizer família

Lilo e sua irmã Nani nos ensinaram que “família significa nunca mais abandonar ou esquecer” e que não importa a configuração, não é necessariamente o sangue que faz uma família, mas o sentimento e conexão entre as pessoas que faz parte dela.

02/ Pessoas podem mudar

Todos os personagens sofrem mudanças durante o filme. Apesar de começar como uma criatura rebelde e difícil, Stitch aprende - graças à paciência de Lilo - como se comportar de forma mais adequada, civilizada e acaba até se apegando à menina e às pessoas com quem convive.

03/ As pessoas nem sempre são 100% más

Nem os vilões de "Lilo&Stitch" são completamente maus. Todos eles têm motivações que, por mais “tortas” que sejam, têm aquele fundinho de boa vontade e de bondade. Assim, eles acabam deixando esse lado se sobressair ao longo do filme.

04/ Quebrar preconceitos

Os primeiros dias de Lilo com Stitch foram cheios de reclamações e olhares desconfiados de pessoas que rejeitavam o alienígena por não entenderem muito bem o que ele era. Com persistência e quebrando barreiras, Lilo – que também se sentia muito diferente das outras crianças – acabou percebendo que, apesar de não ser igual aos outros “filhotes”, Stitch tinha seus próprios sentimentos, qualidades e personalidade.

05/ Enxergar o melhor nos outros

Mesmo com todo o “mau comportamento” de Stitch, Lilo conseguia enxergar o melhor lado dele – e não desistiu. A personagem nos ensinou que é importante ir além das aparências e das primeiras impressões e que precisamos enxergar os outros com mais positividade.

06/ Relações não são perfeitas

Lilo e Nani têm uma relação normal de irmãs, apesar de a mais velha ser praticamente mãe da caçula. Assim, elas brigam e se ofendem de vez em quando, o que não significa que falte algo no relacionamento entre duas – pelo contrário: elas se tornam cada vez mais unidas com o passar do tempo. Além disso, a relação “amorosa” de Nani e David também passa por diversos estágios que exigem muita compreensão e paciência.

E muitas outras mensagens podem ser acrescentadas, mas, de tudo isso fica uma linda mensagem sobre família, que pode ser sintetizada em duas frases no filme:


“‘Ohana’ quer dizer família, família quer dizer NUNCA mais abandonar. Ou esquecer. ”

“Essa é a minha família. Eu achei. Sozinho. Eu achei. É pequena e incompleta. Mas é boa. É, é boa”.


Adicionar legenda



E assim comemoramos nossa SEMANA DA FAMÍLIA 2018: Festejando nossa "OHANA" na catequese!


Paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões – Curitiba PR.













* E para animar a leitura, vamos ouvir a trilha sonora de "Lilo e Stitch" que também é muito linda!



Postar um comentário