terça-feira, 23 de agosto de 2016

UMA PALAVRA AO CATEQUISTA...

Tela: Catequista Maria da Penha Antunes - Sorocaba- SP
Estamos festejando, neste último domingo de agosto, o Dia do Catequista, perdoem-me, mas vou mudar o termo para “Dia DA Catequista”. Afinal a grande maioria é de mulheres. Mas somos hoje, acredito, quase um milhão, entre homens e mulheres, leigos e religiosos, catequistas no Brasil.

Imaginem um contingente desses trabalhando em prol da evangelização na Igreja Católica, absolutamente de graça. Porque não há dinheiro que pague a abnegação e a dedicação dessas pessoas. São atendidas crianças, jovens, adultos, excluídos, marginalizados, pessoas com necessidades especiais, pais em busca de batismo para os filhos, noivos em preparação ao matrimônio e muitos outros grupos. E essas pessoas se dedicam. Como se dedicam! E não é só um encontro de uma ou duas horas por semana. É tempo na preparação desses encontros, na preparação de material, dinâmicas, organização das celebrações e muitas outras atividades.

Sem contar que estamos vivendo um tempo muito angustiante em nossa Igreja: Já não vivemos mais numa era de Cristandade onde as crianças já nascem num ambiente voltado à religiosidade. Infelizmente a catequese em nossa igreja já não é mais um processo de Iniciação à vida cristã. Ela é apenas um meio de se chegar aos sacramentos, que estão também com um conceito de “evento social” que nos preocupa sobremaneira. Não é, definitivamente, o que a catequese, em seu conceito mais primordial, prega.

Tem havido um esforço enorme por parte das diretrizes de nossa Igreja para mudar isso. Catequistas e catequetas têm se dedicado a estudos e a elaboração de itinerários que contemplem uma verdadeira Iniciação a vida cristã. Já não podemos nos dedicar quase que exclusivamente a crianças e jovens. A catequese hoje, exige que se trabalhe o adulto “catequizado”, que muitas vezes recebeu todos os sacramentos, mas não foi evangelizado.

Muita luta e muita esperança marcam esse Dia do Catequista. Que Deus nos abençoe a todos e que a Vocação Catequética continue sendo um dos profetismos mais fortes em nossa Igreja. Feliz DIA DO CATEQUISTA!

Ângela Rocha

Catequista

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO