sábado, 2 de novembro de 2019

JESUS E ZAQUEU: SUGESTÃO DE ENCONTRO


Fiz para minhas crianças da Infância e adolescência missionaria e para catequese.

Existe uma musiquinha que fala sobre Zaqueu (link abaixo), a ideia é cantar com eles e usar o material sugerido.

Ao final da musiquinha, conversar com eles sobre como enxergar Zaqueu hoje, de acordo com a realidade deles. Questionar de que forma estão procurando enxergar Jesus (dar o exemplo de Zaqueu).

Não basta apenas enxergá-lo, mas também, segui-lo. Muitas vezes Jesus se faz presente no coleguinha na escola, na catequese, na família, em casa. E devemos amá-lo, amando aos outros, ajudando naquilo que pudemos.

Na lembrancinha não colei Zaqueu, coloquei ele com barbante, para explicar que ele não fica na arvore, ele desce e segue Jesus.

Papel cartão colorido - Frase: "Hoje a salvação entrou em sua casa"
                                                                     Figura de Zaqueu (Tirada do Google imagens)



Árvore em EVA


LINK DA MÚSICA:


Colaboração: Catequista Marilza Beltramim - Paróquia de São Carlos Borromeu – Dourados- MS


Uma breve reflexão do encontro de Zaqueu com Jesus – Lucas 19, 1-10.

Quem não conhece a passagem bíblica que narra a insistência do baixinho Zaqueu para ver Jesus? Sem dúvida, essa é uma das passagens mais conhecidas do Evangelho.  

Jesus estava passando por Jericó a caminho de Jerusalém, para realizar aquilo que seria a coisa mais importante para a humanidade: a salvação. Ao passar por Jericó Jesus encontrou um homem e mudou a sua vida; seu nome era Zaqueu.

Zaqueu é derivado da palavra “Zakchaios”, um nome hebraico que quer dizer puro, justo. Havia algo de estranho: “Zaqueu”, que significava “justo”, era um coletor de impostos e os coletores de impostos eram odiados pelos judeus, os compatriotas de Jesus. Os judeus viam os coletores de impostos como grandes traidores, uma vez que eles trabalhavam para o Império Romano. Eram vistos como alguém que roubava o seu próprio povo

Assim, Zaqueu, não tinha nenhum valor para os judeus. E para piorar ainda mais a situação Zaqueu, era de baixa estatura. Mas, ele queria muito ver Jesus. E enquanto jesus passava, toda aquela multidão à frente de Zaqueu o impedia de ver Jesus.

Ele tinha duas opções: desistir de ver Jesus ou tentar encontrar uma maneira diferente para vê-Lo. Ele homem optou pela segunda. Zaqueu “correu adiante” e subiu em uma árvore.

E chegou o momento tão esperado por Zaqueu: seu encontro com Jesus. Zaqueu, por assim dizer, estava pendurado em uma árvore. Jesus parou; olhou para Zaqueu; e deu atenção para aquele homem. O mais interessante é que Jesus já sabia o nome de Zaqueu sem que ninguém tivesse lhe informado. Ao levantar os olhos e enxergar Zaqueu, Ele disse: “Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa” (Lc 19,5).

Jesus conhecia o nome daquele homem, mas não apenas o nome, sobretudo conhecia o coração dele; o conhecia por inteiro. E é assim conosco também: podemos até passar despercebidos aos olhos do mundo, contudo, não passamos despercebidos aos olhos de Jesus.

Jesus já sabia o nome de Zaqueu e, além disso, disse àquele homem que ficaria em sua casa. Jesus mesmo se convidou. Esse não era um gesto qualquer, era sinal de intimidade. Ao se “convidar” para ficar na casa de Zaqueu, no fundo era Jesus quem estava convidando Zaqueu a adentrar e permanecer na Sua casa, no Seu coração. Permanecer no coração de Jesus é permanecer em intimidade com Ele.

Provavelmente Zaqueu levou um grande susto! E ele deve ter se perguntado: “como Jesus, sendo judeu, poderia entrar na casa de um pecador como eu?”. Isso mudou a vida de Zaqueu, pois se sentiu amado e acolhido, aceito e perdoado por seus erros.

No mesmo instante, Zaqueu se colocou de pé diante do Senhor, e disse-Lhe: “Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo” (cf. Lc 19,8). Certamente, a vida daquele homem não mais foi a mesma. É impossível encontrar-se com o Senhor e permanecer da mesma maneira.

Zaqueu desejou muito encontrar-se com Jesus e conseguiu. E o encontro com Jesus não é um privilégio apenas de Zaqueu, você também pode encontrá-Lo. Jesus está falando diretamente para nós que quer entrar em nosso coração.

Fonte: Reflexões Bíblicas.

Um comentário:

Unknown disse...

Muitas vezes ñ descemos da árvore.
Esquecendo q Jesus nos espera é na caminhada da vida.a comessar por nos dentro de nossas casas.