sexta-feira, 1 de maio de 2020

BENDIGO A SAUDADE...

Bendigo a saudade

Bendigo porque ela me possibilita lembrar de quem faz falta.

Uma falta que dói no peito enquanto a mente traz pra perto os momentos vividos.

Bendigo a saudade porque costumo dizer: eita como era bom... Naquele tempo .... Que saudades.

Bendigo a saudade das pessoas que amei, que amo e que continuarei amando.

Bendigo a saudade das coisas vivenciadas mesmo que muitas quedas tenha sido necessária para me trazer aonde me encontro hoje.

Bendigo a saudade do tempo que de menino me formou homem com duras penas mas com a certeza de que valeria a pena. 

Bendigo a saudade pelo fato dela ser amor que fica.

Porque só sentimos saudades do que é bom, caso contrário era só lamento.

Bendigo a saudade porque sou parte dela e ela é parte constituinte de mim mesmo.

Eu sou saudade para alguém da mesma forma que alguém se torna saudade para mim.

Bendigamos a saudade.

Esta saudade imensa que sentimos da presença física quando apenas o virtual insiste em permanecer por ainda dia e dias incontáveis.

Assim, matamos um pouco da saudade sendo presença aqui. Assim. Sem fim. 


Rosevânio de Britto Oliveira, CRL.
Religioso da ordem Cônego Regular Lateranense, estudante do 2º Ano de Teologia - PUCPR. 
Paróquia São Miguel Arcanjo - Curitiba - PR

🙏🏾💙🙏🏾

Nenhum comentário: