domingo, 13 de novembro de 2016

REFLEXÃO DO DOMINGO: "Tomem cuidado e não se deixem enganar!"


“Jesus respondeu: Vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e ainda: O tempo está próximo. Não sigais após eles.” Lc 21, 8

Estamos quase no final de mais um ano litúrgico, pois no próximo domingo será a sua conclusão com a festa de Cristo Rei do Universo. É por isso que o evangelho de hoje nos quer preparar para o futuro, para as coisas que poderão acontecer em nossas vidas antes do seu fim.

É natural que todos tenhamos um pouco de curiosidade pelas coisas futuras, pois queremos nos sentir seguros, queremos fazer bons programas de vida, queremos ser felizes...

O problema é que tal curiosidade muitas vezes nos faz cair em armadilhas, pois existem algumas pessoas mal-intencionadas que manipulam a realidade e se apresentam como adivinhos: decifram as estrelas, leem as cartas, jogam Tarô, dizem ter contatos com espíritos... E acabam semeando uma grande confusão.  A nós Jesus também diz hoje: “Tomem cuidado e não se deixem enganar”:

Estas pessoas nos querem convencer de que existe um destino e que tudo já está programado. E porque o destino já está todo definido, eles acreditam que podem ter acesso através de algum meio para o poder conhecer. Assim, porque acreditam que podem consultar o nosso futuro, se põem a disposição, mediante uma oferta ou um pagamento, para nos contar tudo. Nao os sigam” disse Jesus.

Mas, a Pergunta é: se o destino já está todo traçado, de que adianta conhecê-lo? E se o conhecendo podemos fazer algo para mudá-lo, então, significa que não estava traçado, mas que na verdade somos nós que o construímos com nossas ações.

Que ninguém nos engane: nosso futuro depende em grande parte de nossas eleições presentes e todos sabemos disso. Sempre que colocamos nosso esforço para realizar algo, é porque entendemos que o futuro, que as conquistas, dependem em grande parte da força de vontade que possuímos. Deus se comove com o suor dos homens de bem, e bendiz as obras de suas mãos.

Temos que estar atentos também a outro fenômeno muito perigoso.

Existem pessoas que estão convencidas de que o futuro está em suas mãos, ou que podem realizar qualquer coisa, ou que são tão capazes que sabem o que é o melhor para os demais, ou que receberam uma iluminação especial e que todos têm que lhes dar razão em tudo... elas acabam pensando que são exatamente elas as salvadoras do mundo. Os grandes ditadores que a história conheceu, que acreditavam ter uma missão especial pela qual fizeram muitas vítimas, são um exemplo de quanto mal pode fazer o ser humano quando acaba acreditando ser um deus. Também com estas pessoas não nos podemos enganar. Também a estas não devemos seguir.

Todos somos chamados por Deus a colaborar na construção do futuro, mas ninguém deve acreditar ser o único chamado, nem tampouco devemos acreditar e seguir aqueles que querem tomar o lugar de Deus. Certamente a colaboração que Deus espera de nós, não é o fazer anúncios de catástrofes ou pregações sobre os futuros sofrimentos do inferno. Estas coisas podem gerar medo, mas não uma autêntica conversão. O Reino de Deus não será jamais imposto pela força, pois onde existe violência ele não pode crescer. Ao Reino de Deus são convidados os pacíficos, os mansos e os humildes. São convidados os que desejam conhecer o amor de Deus e estão dispostos a se deixar transformar por ele, descobrindo-se um irmão entre os irmãos, onde todos são importantes, mas ninguém é o único necessário, a não ser Cristo Jesus.

Vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e ainda: O tempo está próximo. Não sigais após eles. ”

Que o Senhor vos abençoe e vos guarde.
Que o Senhor mostre a sua face e vos seja favorável!
Que o Senhor volva o seu rosto misericordioso e vos de a paz.
Frei Mariosvaldo Florentino, capuchinho.




SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO