quinta-feira, 11 de junho de 2020

COMO FICA A INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ/CATEQUESE EM 2020?

Desde o início do isolamento social, em meados do mês de março, as atividades da Catequese de Crianças e Adolescentes, Catequese Batismal e Catecumenato de Adultos permaneceram suspensas. Como a situação da pandemia tende a se prolongar, a Arquidiocese de Curitiba emitiu novas orientações com adaptações necessárias a fim de que passos possam ser dados ainda neste ano de 2020.

Estas ORIENTAÇÕES PARA A CATEQUESE, são para a Arquidiocese de Curitiba -PR. Observem, no entanto, que a Região Metropolitana de Curitiba mesmo totalizando 3.260.292 habitantes, sendo a segunda mais populosa do sul do país e a oitava do Brasil, possui um índice de contaminação baixa se comparada a outras capitais. Ao todo, Curitiba já confirmou 1.619 casos de Covid-19, com 67 óbitos, mas ainda está na curva ascendente. 

A Arquidiocese de CURITIBA, NÃO TERÁ ENCONTROS PRESENCIAIS DE CATEQUESE ESTE ANO.

Leia a Carta do Arcebispo D. Jose Antônio Peruzzo e da Comissão de catequese:

ORIENTAÇÕES PASTORAIS SOBRE A INICIAÇÃO À VIDA CRISTà NA PANDEMIA DA COVID-19 EM 2020 – ARQUIDIOCESE DE CURITIBA

Curitiba, 10 de junho de 2020, festa de São José de Anchieta.

Caríssimo Padre,
Caríssimos (as) agentes da Iniciação à Vida Cristã

1. Nunca tínhamos nos deparado com situações como a de uma pandemia. O mundo inteiro precisou fazer uma pausa para reflexão. Parecíamos viver sobre trilhos corrediços. Quase tudo precisou de uma revisão nos processos e movimentos. Também os processos de evangelização estão a requer novas análises, pois a tal da pandemia, que se afigurava efemérica, agora mostra-se mais longeva.

2. Por outro lado, graças a Deus, há um bom número de catecúmenos adultos cuja situação está a pedir reflexão. Eles aguardam uma resposta. E o bom pastoreio se mantém em movimento, não silencia nem nos tempos extraordinários.

3. Como sabe a Iniciação à Vida Cristã não é apenas um caminho de conhecimento intelectivo da fé. Por sua natureza a experiência de fé reclama um processo comunitário, gradual. Requer encontro com a Palavra de Deus, ritos e celebrações e mistagogia. E os encontros virtuais não contemplam tais vivências. Torna-se, pois, difícil considerá-los válidos para o processo iniciático. Contudo, em diálogo com a Comissão de Animação Bíblico Catequética, eis que surgiram algumas propostas:

SOBRE A PASTORAL DO BATISMO

4. A decisão de retomar as ações da Pastoral do Batismo é do pároco. Respeitando-se as normas de distanciamento social e higiene (uso de máscaras e álcool em gel), podem-se retomar os encontros. Por favor, preserve-se e se salvaguarde o caráter personalizado deste processo. O tal do "curso" é muito impessoal. Não responde à natureza comunitária e eclesial do sacramento. Caso considerem arriscada a visita às casas, podem se escolher os espaços amplos e apropriados da Paróquia. Contudo, evite-se expor ao perigo de contágio os agentes, pais e padrinhos que fizerem parte do grupo de risco, conforme orientações sanitárias.

5. Em tempos pandêmicos vale criar novos horários para a celebração do sacramento do Batismo das crianças, a fim de que não haja aglomeração. Para os detalhes acerca dos gestos litúrgicos, sigam-se as "Orientações da CNBB para as Celebrações Comunitárias no Contexto da Pandemia da COVID-19" *, números 33 a 39, que segue anexa a esta carta.

SOBRE A CATEQUESE DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

6. Propomos dois caminhos. Pároco e Coordenadores da Catequese Paroquial podem avaliar o de melhor efetividade. Não são excludentes. Cabem adaptações à realidade paroquial e a situação particular familiar. Porém, cuide-se para que não haja facilitações negligenciadoras. Para crianças e adolescentes a boa Iniciação permanecerá na memória afetiva por toda a vida.

7. PROPOSTA 1: Enquanto durarem as medidas de distanciamento social, realizar encontros catequéticos nas casas conduzidos pelos pais ou responsáveis com validade no processo iniciático.

a. De julho a dezembro inclusive, os pais ou responsáveis deverão conduzir o encontro catequético com seu(s) filho(s) em sua casa, semanalmente, em dia e horário mais apropriado à família.
b. O catequista enviará previamente aos pais ou responsáveis as orientações para a realização do encontro catequético em casa.
c. O catequista acompanhará se houve ou não a realização do encontro catequético na casa da família.
d. O catequista deverá utilizar o esquema com os elementos do encontro catequético organizado pela Comissão Bíblico Catequética (a ser disponibilizado nos próximos dias) para orientar os pais na condução do encontro catequético em casa. O itinerário de temas segue o subsídio Crescer em Comunhão.
e. Sobre o Sacramento da 1ª Eucaristia: planeje-se uma nova data para a celebração, observando as normais sanitárias. A pressa expõe ao risco. Se for conveniente realize-se o sacramento no próximo ano, na 5ã etapa, no tempo pascal.
f. Sobre o Sacramento da Confirmação: os párocos, mediante solicitação junto à Chancelaria na Cúria, podem celebrar a Crisma em suas respectivas paróquias. Melhor será se convidarem algum pároco vizinho. Isso favorece a integração e a reciprocidade entre comunidades. Se possível, que seja ainda neste ano. Todavia, evitem-se aglomerações. Se necessário, pode-se celebrar várias vezes, em pequenos grupos.
g. Não se omita a preparação próxima para os sacramentos da Iniciação à Vida Cristã.
h. Para os detalhes acerca dos gestos litúrgicos da Celebração da Primeira Eucaristia e da Crisma, sigam-se as "Orientações da CNBB para as Celebrações Comunitárias no Contexto da Pandemia da COVID-19", números 52 a 57, anexa a esta carta.

8. PROPOSTA 2: Em 2020, usar dos meios de comunicação virtual para encontros que preservem os vínculos eclesiais com os catequizandos. Embora não substituam os encontros presenciais, eles ajudam muito na preservação do grupo. O processo iniciático será, então, retomado em 2021.

a. Neste caso, mantém-se por agora suspensa a catequese de iniciação, retomando-a no próximo ano. Mas não se esqueçam os encontros virtuais e a proximidade dos agentes com os "Iniciantes".
b. Aos catequistas recomenda-se vivamente que mantenham estreitos os vínculos com os seus catequizandos e suas famílias. Os meios virtuais se tornam um precioso meio. Tudo o que se quer é manter a proximidade com famílias e catequizandos impossibilitados de realizar a "Proposta 1".

SOBRE O CATECUMENATO COM ADULTOS

9. As paróquias que não concluíram o catecumenato de adultos com as suas etapas e celebrações, poderão agora replanejá-las durante os próximos meses. Sugere-se que os sacramentos sejam celebrados individualmente para se evitar aglomerações.

10. Para a celebração dos Sacramentos da Iniciação Cristã de Adultos, sigam-se as "Orientações da CNBB para as Celebrações Comunitárias no Contexto da Pandemia da COVID-19", números 40 a 51, que segue anexa a esta carta.

11. Os novos grupos de catecumenato em 2020 podem ser iniciados normalmente, seguindo-se as normas de distanciamento social e higiene (grupos pequenos, uso de máscaras e álcool em gel).

12. A Comissão da Animação Bíblico-Catequética estará à disposição no Centro Pastoral para os devidos esclarecimentos pelos canais costumeiros:

a. E-mail: catequese@mitradecuritiba.org.br
b. Fone: 2105-6363 / 2105-6318

Que São José de Anchieta, Apóstolo do Brasil e Patrono dos(as) Catequistas, seja nosso intercessor para que continuemos a evangelizar com ardor, na urgência de novos métodos, em inspiração catecumenal.



   DOM JOSÉ ANTÔNIO PERUZZO                       PE. LUCIANO TOKARSKI 
                    Arcebispo                                        Comissão Bíblico-Catequética



* ORIENTAÇÕES LITÚRGICO PASTORAIS - CNBB:  CLIQUE



Nenhum comentário: