quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

VOCÊ SABE O QUE É UMA "BULA"?

Não é só aquele papel que vem na caixa de remédios não! Mas, de qualquer forma, não deixa de ser um "remédio" para nossa fé.

Na nossa Igreja, as definições sobre fé e à Moral (dogmas) são geralmente publicadas sob forma de "Bula", ou seja, de um documento papal. A partir do século VI os Papas empregaram a bula a fim de autenticar os seus documentos; Bulla conseqüentemente passou a designar o selo ou sinete do Papa. 

A partir do século XIII Bula designa não apenas o globo de metal que contem a mensagem, mas a própria carta à qual ele se prende. Por Bula o Papa geralmente exprime algo de muito solene, tal foi o caso da Bula Ineffabilis Deus, que em 1854 formulou a definição do dogma da Imaculada Conceição. 

Por Bula o Papa convoca os participantes de um Concílio geral, cria ou desmembra uma diocese. As Bulas de grande importância têm, pendentes de cordões coloridos, um globo de chumbo no qual está gravada a imagem das cabeças de São Pedro e São Paulo. 

A última Bula publicada pelo Papa Francisco foi a Misericordiae Vultus - Bula de proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórida em 11 de abril de 2015.

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO