terça-feira, 18 de outubro de 2016

ROTEIRO PARA ENCONTRO - O PROTAGONISMO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES: MÊS MISSIONÁRIO 2016


MÊS MISSIONÁRIO – 2016

O tema da Campanha Missionária deste ano é “Cuidar da Casa Comum é nossa missão”. O lema é extraído da narrativa da criação no livro do Gênesis: “Deus viu que tudo era muito bom” (Gn 1, 31). O projeto do Criador é maravilhoso, mas encontra-se ameaçado! A preocupação pela ecologia parte de dois gritos: o grito dos pobres que mais sofrem, e o grito da Terra que geme pela exploração. A temática retoma a Campanha da Fraternidade Ecumênica deste ano e amplia a missão de cuidar da vida em todo o planeta. O Papa Francisco adverte que “a existência humana se baseia sobre três relações intimamente ligadas: as relações com Deus, com o próximo e com a terra”. E lança uma pergunta: “Que tipo de mundo queremos deixar a quem nos suceder, às crianças que estão crescendo?”

Em nossa Casa Comum, tudo está interligado, unido por laços invisíveis, como uma única família universal. E nós recebemos de Deus a missão de cuidar dessas relações. Isso tem a ver com a missão da Igreja. Queremos fazer do cuidado do planeta a nossa missão até os confins do mundo. Diante da crise socioambiental, nem todos temos de ser especialistas e saber tudo, mas temos o dever de mudar nossos hábitos e apoiar ações práticas. A Missão é a principal razão de ser da nossa Igreja e seus missionários e missionárias representam uma grande riqueza. Pela Campanha Missionária, toda a comunidade cristã é convidada a renovar seu compromisso batismal em conformidade ao mandato de Jesus Cristo, “Ide fazei discípulos todas as nações” (Mt 28, 19).

ROTEIRO DE ENCONTRO: O PROTAGONISMO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Ambientação: Imagens de crianças e adolescentes em várias realidades.

(Começar o encontro com uma saudação alegre e o sinal da cruz).

Canto: ♫ Alma missionária.

Dirigente: Hoje em nosso encontro, vamos lembrar de todas as crianças e adolescentes ao redor do mundo, Nossa casa Comum. E vamos lembrar de uma pergunta que o papa Francisco fez:  

“Que tipo de mundo queremos deixar a quem vai suceder-nos, às crianças que estão crescendo?”  

Conforme vemos, a preocupação com a Casa Comum inclui as crianças e ado­lescentes que são membros da Igreja e exercem desde já o seu protagonismo. Por isso, já não basta dizer que devemos preocupar-nos com as gerações fu­turas. Precisamos ter consciência de que é a nossa própria dignidade que está em jogo. Somos nós os primeiros interessados em deixar um planeta habitável para a humanidade que vai nos suceder. Trata-se de um desafio para nós mesmos, porque está em jogo o significado da nossa passagem por esta terra. Existem muitos trabalhos realizados pelas crianças e adoles­centes em nossa Igreja.

Contudo, a Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) merece uma atenção especial, pois desperta o olhar uni­versal dos pequenos para todas as realidades sofredoras do mundo que é a nossa Casa Comum. O carisma que educa para a mundialidade se atualiza nas próprias ações missionárias desenvolvidas pelas crianças e adolescentes. As Pontifícias Obras Missionárias reconhecem o papel das crianças e ado­lescentes dentro da comunidade e intensificam a implantação de grupos de IAM aonde não existe.

TESTEMUNHO

Crianças do Paraná contribuem com a Missão na África

Em 2016, recebemos um grande desafio: participar da Campanha MISSÃO, PALAVRA E PÃO, lançado pelo Regional Sul 2 da CNBB (Paraná). A campanha visa a doação de 20 mil bíblias para a diocese de Bafatá, na Guiné-Bissau, no continente africano. A campanha está ligada à frente missionária que o Regional mantém desde 2011. Com uma população de 1,5 milhão de habitantes, a Guiné-Bissau é um dos países mais pobres do mundo, assim o bispo de Bafatá, o brasileiro dom Carlos Pedro Zilli pediu a todos, aqui do Paraná, que ajudem a missão, que, além de necessitar das Bíblias para a missão, pretendem construir lá um hospital e uma escola.
Com este gesto, o Regional paranaense pretende levar a Palavra de Deus a milhares de crianças e jovens africanos que estão fazendo a catequese. Padre Mário Spaki, secretário executivo do Regional Sul 2, explica que a campanha quer movimentar toda a Igreja do Paraná e em especial as crianças envolvidas na catequese:

“O interessado em participar da ação recebe um folder e convida 10 pessoas, que pode ser os pais, tios, padrinhos, avós, amigos, para cada um doar um real, ou mais, e assim reunir o valor necessário. Neste folder será anotado num espaço próprio o nome e o valor oferecido de quem ajudou”. 

Dom Pedro Zilli, ao fazer o pedido aos bispos do Paraná para que fossem arrecadadas 20 mil bíblias, a fim de distribuir tanto para os fiéis de Bafatá, quanto de outras dioceses de Guiné Bissau, contou que há um costume no país de que, por ocasião dos sacramentos do Batismo e da Crisma, os padrinhos escolhem presentear os afilhados com a Bíblia em crioulo ou em português. Os trabalhos de evangelização têm feito a procura por bíblias aumentar. Foram reeditados mais de 15 mil exemplares do Novo Testamento em crioulo e também há um projeto para aquisição da Bíblia Edição Africana em português para os países de língua portuguesa.

“É a Igreja no Brasil que agora vai se abrindo, com a fé em Cristo Jesus; com pessoas, e esse é o maior dom; e também com recursos. Estou vendo o sacrifício grande, o empenho grande que o Paraná está fazendo para a construção dessa nova missão Católica Paulo VI, em Quebo”, diz D. Pedro Zilli.
Os folders foram distribuídos em junho e junho na Arquidiocese de Londrina a todas as paróquias e coordenadores e catequistas movimentaram catequizandos divulgando a missão e distribuindo os Folders. Em setembro, finalizada a coleta nas paróquias, a Arquidiocese somou uma arrecadação de R$ 52.000,00 com as doações feitas pelas crianças. Isso só em uma das dioceses do Paraná!

É a força missionária das crianças e jovens da catequese do Paraná em ação!


LEITURA BÍBLICA: João 6, 1-15

Reflexão

O ponto central dos ensinamentos de Jesus é a prática da partilha. Sendo uma catequese fundamental, o texto mais repetido nos Evangelhos é o episó­dio da multiplicação dos pães. Diante da grande multidão que veio em busca dos sinais que Jesus fazia, acolhendo e curando os doentes, surge um grande desafio: como alimentar tanta gente? Jesus provoca Filipe, perguntando pela quantia de dinheiro necessária para tanto. Filipe responde que nem o salário diário de 200 trabalhadores seria suficiente. Chega então André conduzindo um menino a Jesus. O menino apresenta a Jesus cinco pães de cevada e dois peixes, secos e salgados. Era a marmita com a alimentação que havia levado para o dia de trabalho. André não acredita no gesto do menino ao dizer “O que é isso para tanta gente?” Mas Jesus acolhe o gesto generoso de um jovem trabalhador que oferece o que tem: sua marmita. O menino não diz nada. Mas no seu silêncio, ele está dizendo a todos, inclusive aos adultos: “o que eu tenho não dá para todo mundo, mas o que eu tenho está aqui!” Para Jesus esse gesto de partilha é o suficiente. Em todos os episódios de multiplicação de pães esse é o ponto em comum: Jesus só multiplica aquilo que lhe é oferecido. Até hoje! Sem ofertório, não tem consagração nem comunhão.

PARA CONVERSAR

1. Quais são os ensinamentos desse menino para as crianças e a juventude de hoje? E para os adultos?
2. Qual a relação entre o gesto do menino na Bíblia e a ajuda das crianças no Paraná, para a  arrecadação necessária para a doação das 20.000 para a missão em Guiné-Bissau?
3. Como as crianças e adolescentes podem participar da missão além-fronteiras?

Nós fazemos missão com os pés, com as mãos (ao colocá-las no "bolso") e com nosso coração, aos fazer orações pelas missões no mundo e pelos missionários que a fazem.

PRECES

Dirigente: O entusiasmo das crianças e adolescentes toca o coração dos jovens e adultos. Roguemos ao Deus de bondade, para que sustente e proteja os pequenos em sua missão de cuidar do planeta. Rezemos com fé.

Todos: Senhor, ajudai-nos a cuidar de toda criação.

- Fazei Senhor, que o exemplo das crianças e jovens do Paraná, na partilha missionária desperte, nos adultos, maior compromisso no cuidado da Casa Comum, rezemos.
- Ajudai Senhor, os grupos de Infância e Adolescência Missio­nária, a catequese e as escolas, a serem protagonistas da evangelização em todo o mundo, rezemos.
- Deus de misericórdia, olhai para as crianças e adolescentes que sofrem pela fome, maus tratos, abusos, prostituição e abandono. Que nunca lhes faltem proteção e cuidados, rezemos.
- Senhor, fazei com que todos os nossos Catequistas recebam a força e a iluminação do Espírito Santo para continuar o maravilhoso trabalho de evangelização missionária com crianças e adultos, rezemos.

Dirigente: Rezemos agora a oração que Jesus nos ensinou: Pai Nosso...
E a oração pelo mês...
Oração do Mês Missionário

Pai de misericórdia, que criaste o mundo 
e o confiaste aos seres humanos. 
Guia-nos com teu Espírito para que, 
como Igreja missionária de Jesus,
cuidemos da Casa Comum com responsabilidade.
Maria, Mãe Protetora, inspira-nos nessa missão. 
Amém.

COMPROMISSO

Que tipo de mundo queremos deixar para as crianças e adolescentes que estão crescendo?
- Fazer uma lista de atitudes e ações a serem implementadas
- Conhecer mais sobre a obra da IAM e ver como começar um grupo.

Dirigente: Deus nos abençoe, nos guarde e nos ilumine em nossa mis­são de cuidar da Casa Comum!

Todos: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Canto: ♫ Amar como Jesus amou.

* Lembrar da Coleta do Dia Mundial das Missões, 22 e 23 de outubro, distribuir envelopes.


Cartaz

O cartaz da Campanha Missionária 2016 mostra que em nossa Casa Comum, tudo está interligado. E nós recebemos de Deus a missão de cuidar dessas relações. A arte destaca o tronco de uma árvore no formato de uma mão enraizada na terra. A mão, por sua vez, representa cuidado e proteção, bem como, a participação humana na obra da criação. A ideia é realçada pelas cinco folhas da árvore contendo cenários de cuidado nos cinco continentes. As cores missionárias estampadas no caule das folhas recordam a dimensão universal da missão.


Ângela Rocha
(Adaptação de encontro - Livrinho da Novena Missionária 2016 - 5º dia)

* Disponibilizamos em nossa Página do Facebook alguns vídeos para enriquecer o encontro.

Os vídeos podem ser encontrados nos seguintes endereços:

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO