quinta-feira, 10 de julho de 2014

O PAPEL DO LÍDER TAMBÉM É APRENDER

 "O verdadeiro líder não tem necessidade de comandar. Contenta-se em apontar o caminho." (Henry Miller)


Estive pensando no papel do líder. No quanto ele deve saber e na bagagem que ele deve ter para liderar ou coordenar uma equipe.

Mas, lendo um texto de um grande mestre, eu vi que, ao contrário do que pode parecer, aquele ou aquela, que está num cargo de liderança, não é quem sabe tudo, mas quem está  disposto a ser sempre um aprendiz. Porque...

“Aprender não é acumular certezas, nem estar fechado em respostas.
Aprender é incorporar a dúvida e estar aberto a múltiplos encontros.
Aprender não é dar por consumada uma busca.
Aprender não é ter ‘aprendido’,  aprender não é nunca um verbo do passado.
Aprender não é um ato findo. Aprender é um exercício constante de renovação.
Aprender é sentir-se humildemente sabedor de seus limites, mas com a coragem de não recuar diante dos desafios.
Aprender é debruçar-se com curiosidade sobre a realidade e reinventá-la com soltura dentro de si.
Aprender é conceder lugar a tudo e a todos e recriar o próprio espaço.
Aprender é reconhecer em si e nos outros, o direito de ser dentro de inevitáveis repetições, porque aprender é caminhar com seus pés um caminho já traçado.
É descobrir de repente uma pequena flor inesperada.
É aprender também novos rumos onde parecia morrer a esperança.
Aprender é construir e reconstruir pacientemente uma obra que não será definitiva porque o humano é transitório.
Aprender não é conquistar nem apoderar-se, mas, peregrinar.
Aprender é estar sempre caminhando, não é reter, mas, comungar.
Tem que ser um ato de amor para não ser um ato vazio.”

*Texto: Refletindo sobre o ato de aprender de Paulo Freire.


Angela Rocha

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO