sexta-feira, 5 de outubro de 2018

VAMOS FAZER MISSÃO? AGORA MESMO!

Sugestão de atividade Missionária para o encontro de catequese...

Sou catequista da Paróquia São José Operário, na cidade de Maringá, estado do Paraná. Eu, Silvana e Regina F. Auada, preparamos um encontro diferente para marcar este mês de outubro, dedicado às missões.

Acolhemos os catequizandos na sala, como de costume.  Depois iniciamos um bate-papo sobre as missões: 

O que o mês de outubro tem de especial?
O que você entende por missão? O que é ser missionário?

Mostramos o cartaz das missões e toda a sua simbologia. Falamos das cores relacionadas a cada continente.


Eles foram percebendo que todos nós somos chamados para ser missionários. Que não é necessário fazer coisas grandiosas, nem ir para lugares distantes e que podemos fazer missão em muitos lugares, muitas vezes sem percorrermos grandes distâncias.

Falamos sobre o pedido constante do Papa para sermos uma “Igreja em saída”, que vai ao encontro das pessoas que estão fora das estruturas da nossa catequese ou da nossa igreja.

No momento de oração, invocamos o Espírito Santo  (Vinde Espírito Santo...) e fizemos a leitura do evangelho de Marcos 16,15:

“Então Jesus disse-lhes: ‘Vão pelo mundo inteiro e anunciem a Boa Notícia para toda a humanidade”.

Pedimos para ler algumas vezes em silêncio com atenção. E questionamos:

- Qual é a sua resposta pessoal para esse chamado?
- Gostaria de levar o amor de Deus para outra pessoa?

Todos responderam um sonoro “SIM”. Ao que nós completamos:

- Topam fazer isso agora?
(Olhos arregalados neste momento, um olhando para o outro. Mas, explicamos que já tínhamos um “plano”.)

Aí, distribuímos o material que seria utilizado: Oração do mês missionário e Cartão com balinha.


Demos orientações quanto à abordagem das pessoas: poderiam falar as palavras que brotassem do seu coração, sempre em grupos e nunca se distanciando muito dos catequistas.
E partimos juntos para a praça da igreja. Eles estavam com um pouco de vergonha, aflição, mas, também muita expectativa para realizar a primeira experiência de missão. Abordaram muitas pessoas que passavam pela praça e outras que chegavam para a missa. Depois “invadiram” o interior da igreja para falar com quem estava sentado aguardando. Até o padre foi surpreendido.  Já não tinham mais vergonha e queriam encontrar mais e mais pessoas.









Retornamos para a sala e cada um partilhou o seu sentimento e a sua experiência. Tivemos muitos relatos diferentes.
- “No início eu tive muita vergonha, mas enfrentei o meu medo.”
- “Eu gostei muito. Quero de novo. ”
- “Foi muito legal!”

Observamos diversas reações das pessoas:

- O senhor que disse que não tinha dinheiro para pagar. Achou que as crianças estavam vendendo a balinha ou pedindo dinheiro.
- Um casal que saiu rapidamente quase correndo para não ser abordado.
- Pessoas felizes e sorridentes.
- Pessoas surpresas e sem saber o que dizer.
- Pessoas emocionadas.
- Pessoas que deram palavras de incentivo para a ação das crianças.
- Uma moça que ficou muito feliz e quis retribuir com um abraço.

Enfim... muitas experiências e sentimentos para contar.

O momento da partilha realmente foi muito rico. Concluímos com a seguinte reflexão: “Muitas vezes sentimos medo e nos achamos incapazes. Mas Deus não escolhe os capacitados, Ele capacita os escolhidos”.

Encerramos o encontro com a Oração do Mês Missionário 2018.

Silvana Chavenco Santini
Regina Auada
Paróquia São José Operário – Maringá PR.



ORAÇÃO DO MÊS MISSIONÁRIO

Deus Pai, Filho e Espírito Santo,
nós Vos louvamos e bendizemos
pela Vossa comunhão,
princípio e fonte da missão.
Ajudai-nos, à luz do Evangelho da paz,
testemunhar com esperança,
um mundo de justiça e diálogo,
de honestidade e verdade,
sem ódio e sem violência.
Ajudai-nos a sermos todos irmãos e irmãs,
seguindo Jesus Cristo
rumo ao Reino definitivo.
Amém.


Pontifícias Obras Missionárias

Postar um comentário