sábado, 20 de abril de 2019

HOMILIA DO DOMINGO: POR QUE ELE VIVE!


                       HOMILIA DO DOMINGO DE PÁSCOA – ANO C

Quanta ternura acompanhada de tristeza e saudade havia no semblante de Maria Madalena. O Mestre morreu na cruz, faz falta sua presença, mas o amor não vai embora. Quem já perdeu uma pessoa querida é capaz de entender com mais facilidade. As entrelinhas do Evangelho nos revelam profundas humanidades. Ensinam-nos a cultivarmos humanidades que não podem ser esquecidas.

Aquela Maria, hoje fruto de especulações a seu respeito, foi movida pelo amor e testemunhou o silêncio da manhã . Mas, de repente, tudo muda... A pedra foi retirada do sepulcro! Então, Maria sai correndo para anunciar: “Tiraram a pedra do sepulcro!” Pedro sai correndo pra ver, o discípulo amado também.
De algum modo, a Páscoa nos transforma, arranca-nos da imobilidade, muda nossos sentimentos e atitudes.

Mas será que a palavra ressurreição tem ainda força que desinstala? Não parece que é tão sentida. No cristianismo primitivo, afirmar que Jesus ressuscitou era uma palavra profética, causa de perseguição. Isso porque os ouvintes teriam que admitir que todas aquelas palavras desconcertantes de Jesus eram verdadeiras. Hoje corremos o risco de não nos afetarmos pela ressurreição, a vida depois da morte, sinceramente, pouco importa para o nosso tempo.

Corremos o risco de não se importar pelo valor profético da ressurreição ao autenticar as incômodas palavras de Jesus. Incômodas? São mesmo? Corremos o risco de sairmos do testemunho do túmulo vazio sem pressa, mas com a tranquilidade de sempre, pois nada afetou nosso coração e mente. Corremos o risco de não acolhermos com força o anúncio da ressurreição ao proclamar o Deus que nos quer cheios de vida, plenos, felizes. Por que preferir a resignação reparatória da sexta-feira Santa? Por que é melhor a cruz do que a vida ressuscitada? O domingo é bem melhor.

Jesus ressuscitou. Aleluia! E o que significa para você? Não deixemos o sepulcro vazio sem que algo seja transformado em nós.

Roberto Nentwig
Arquidiocese de Curitiba - PR     


 FONTE: NENTWIG, Roberto. O Vosso Reino que também é nosso. Reflexões Homiléticas - Ano B. Curitiba; Editora Arquidiocesana, 2015. pg. 79.

* Adquira os livros com as homilias completas!


Palavras sobre o Reino na vida a partir dos Evangelhos. São três livros: Ano Litúrgico A, B e C. Cada livro tem o valor de R$ 15,00. Kit com os três livros: R$ 30,00 + frete.  




Nenhum comentário: