quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020 - Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso


Estamos chegando a mais um período de Quaresma e com ela vem a Campanha da Fraternidade, um período para analisarmos e colocarmos em prática algo que deveria ser natural para nós, a prática do amor, da solidariedade e a nossa conversão diária. Sair um pouco da “casinha” e enxergar as inúmeras dores e realidades que se passam ao nosso redor. Nesse tempo penitencial a rotina na comunidade se torna diferente, nos nossos encontros de catequese temos a oportunidade de dialogar com nossas crianças, jovens e adultos, nos nossos bairros, fazemos os encontros nos grupos de rua, com nossos vizinhos e nestes momentos em grupo, meditamos, conversamos, partilharmos histórias, experiências e nos conscientizamos dos dramas do nosso próximo. E o mais importante: temos a chance de fazer algo concreto para ajudar as pessoas, seja nas ações sociais da nossa comunidade ou na contribuição para a CF, chega o momento de se ter atitudes de fato e mostrar que pode fazer a diferença.

Neste ano, com o tema: “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34) podemos refletir sobre o que significa isso na nossa vida.

Quantas vezes assumimos o papel do levita e do sacerdote e passamos adiante e quando incorporamos a do samaritano? Temos olhado ao nosso redor, sobretudo nos grandes centros urbanos e temos visto quão grande é o número de pessoas sofrendo por inúmeras enfermidades, das doenças, dos vícios, do abandono, da depressão... e onde estamos nós? As vezes quando ficamos sabendo do sofrimento de alguém, de  a gente se dispõe a rezar, claro que  nossa oração é muito importante, mas  muitas vezes não basta, precisamos sair da nossa comodidade e precisamos rezar com atitudes, com nossas mãos. Precisamos fazer algo concreto para ajudar o próximo, nos conscientizar, por meio dos ensinamentos de Jesus, do valor da vida, dom concedido por Deus a todos e do nosso compromisso como cristão de amar o próximo como a si mesmo, que se traduz em cuidado mútuo, o olhar você e olhar para o outro, na sua casa, no seu trabalho, no seu bairro, na sociedade e no mundo. Cuidar do nosso planeta, nossa casa comum, onde todos são prejudicados pela falta de responsabilidade e por não pensar no futuro.


Baseada na leitura do Evangelho do Bom Samaritano, os objetivos da CF deste ano estão divididos em três partes:

I PARTE – VIU

 - O olhar de Jesus – atenção aos outros
 - O olhar da indiferença gera ameaças à vida
 - O olhar que destrói a natureza
-  O olhar da indiferença exclui a vida
-  O olhar da solidariedade social
- Qual será o nosso olhar?

II PARTE – SENTIU COMPAIXÃO

- Compaixão de Jesus – romper com indiferença
-  Compaixão é ter mais coração nas mãos
-  Compaixão é ter mais justiça no coração
-  A caridade: verdadeiro sentido da vida
- Cuidar é ter mais ternura na vida
-  A Boa-nova do cuidado da vida
-  Ecologia integral
-  O desafio do sentido

III PARTE – CUIDOU DELE

-  O cuidar de Jesus – disposição em servir
- Um compromisso com a vida
- Um compromisso pessoal
- Uma renovação familiar
-  Em Comunidades Eclesiais Missionárias
- Jornada Mundial dos Pobres
- Uma colaboração social

Santa Dulce dos pobres, é a inspiração para os cartazes da Campanha deste ano, canonizada em outubro, seu legado permanece vivo em suas obras onde a prioridade era amar e servir.Para conhecer um pouco mais de história da nossa primeira santa brasileira clique aqui:


Que tal se inspirar neste testemunho de vida e preparar encontros inesquecíveis com seus catequizandos? Quantas obras inspiradoras não podemos tomar como exemplo?

Aqui fica um pequeno pensamento dela para refletirmos e colocarmos em prática:

“Habitue-se a ouvir a voz do seu coração. É através dele que Deus fala conosco e nos dá a força que necessitamos para seguirmos em frente vencendo obstáculos que surgem na nossa estrada. Não se vai acabar com a pobreza. Deus instituiu pobres e ricos, porém, a agente deve empregar todos os esforços possíveis para melhorar a situação. A miséria é a falta de amor entre os homens”.

Santa Dulce dos pobres


Os subsídios para os encontros, cartaz, livrinho, texto base; já estão nas livrarias e o Hino da Campanha da Fraternidade está no link abaixo:




Colaboração:
Vivian Leite - São Paulo SP.

Nenhum comentário: