segunda-feira, 16 de março de 2020

PANDEMIA DO CORONA VÍRUS: E A CATEQUESE, COMO FICA?

Conversando com vários catequistas aí pelo Brasil afora, fizemos um apanhado geral de como as coisas estão acontecendo em cada lugar.

No Paraná hoje tivemos um Decreto do Governo do Estado suspendendo as aulas nas escolas e universidades públicas e privadas e outras medidas suspendendo eventos que reúnam mais de 50 pessoas. Pessoas de risco foram orientadas a trabalhar de casa , via internet.

As dioceses do Paraná estão em estado de alerta e nos lugares onde há casos confirmados, medidas mais extremas estão sendo tomadas. Grandes celebrações, encontros e reuniões estão suspensas. Ainda não houve total suspensão de missas ou dos encontros de catequese, mas, pode ser que isso venha a acontecer. Mesmo assim, não há motivo para pânico, mesmo sendo o 3º estado com maior número de casos (são sete até agora), são medidas de PREVENÇÃO e cuidado.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, estados onde há o maior número de casos, as atividades da Igreja estão suspensas e as missas estão sendo transmitidas pela internet.

Nos demais estados onde não há casos ou tem 1 ou 2, as coisas estão normais, exceto, é claro, pelo medo que vem tomando conta das pessoas. Por enquanto só medidas de higiene e cuidado, missas seguem normal sem abraço da paz e comunhão na mão. Algumas Dioceses de estados mais próximos de São Paulo, suspenderam a catequese como medida preventiva.

E aí todos se perguntam: como fica a catequese? Pais e crianças estão cheios de dúvidas e assustados. O que dizer às crianças?

Em primeiro lugar, INFORME-SE sobre o que é o COVID-19 ou Corona Vírus, mas, informe-se pelos órgãos competentes: OMS - Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretarias de Saúde. Procure não usar as redes sociais e nem seus contatos do whatsapp como fonte de informação. Você corre o risco de ler muita informação desencontrada e estar lendo Fake News.

Estando bem informada (o), faça um encontro de catequese orientando e informando seus catequizandos. Aproveite para atualizar sua lista de contato (nº celular, telefone, whats, etc) com eles e os pais. Mas, nada de "assustar" as crianças se a catequese estiver sendo suspensa por uns dias. É uma medida normal de prevenção.

Se você tem turma grande, sua sala é pequena, fechada, poucas janelas, procure fazer o encontro num espaço mais aberto: no salão da Igreja, na própria Igreja, na praça, enfim... onde vocês não fiquem "abafados" e muito juntos. Se não for possível, suspenda os encontros até que passe este momento. Onde as aulas estiverem suspensas, oriente seus catequizandos a ficarem em casa se não se sentem seguros para ir à missa ou a catequese. Alguns dias de resguardo não farão mal. Deus está conosco em todos os lugares, basta que nos lembremos Dele. Muitas orações pelos doentes!

Busque contato frequente com as famílias e seus catequizandos (por meios digitais: telefone, e-mail, redes sociais) mantendo-os informados sobre as orientações e medidas de prevenção da Igreja.

É possível que os pais não levem as crianças à Igreja durante este período, mas, é bom lembrar que a catequese é mais que conteúdo, é mensagem, é encontro. mantenha-se em contato com as famílias e catequizandos também para conversar, manter relacionamento. Isso é muito importante.

E atenção! A catequese não é ESCOLA com "conteúdos" a repor. Ela é INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ que prima pela fé, esperança e caridade. Não "bombardeie" seus catequizandos com "tarefas de casa"! Mande-lhes pelo whats ou contato dos pais, leituras agradáveis para fazer, curiosidades da CF 2020, pequenos versículos da Bíblia, orações pelos doentes. Proponha um "dia de preces online", onde todos coloquem seus desejos de saúde, amor e bem estar para as pessoas. Eles estão assustados e confusos com toda essa agitação em torno de um contágio por um vírus que pode matar. não deixe-os mais nervosos ainda com o que estão "perdendo" na escola, na catequese e em outras atividades sociais. A companhia deles nestes dias vai ser o celular e a internet. Faça parte desde "mundo" e será companhia também!

E cuide-se! Previna-se, evite lugares cheios de gente, cuide da sua família, tome as medidas de prevenção e cuidados necessários sempre. Você catequista, além de ser essencial para a Igreja, é instrumento para continuar evangelizando em todos os lugares e meios disponíveis.

Oremos a Deus para nos fazer fortes nesta hora, e guie as mãos dos profissionais que cuidam dos doentes e as mãos daqueles que buscam a cura! Amém!

Catequistas em Formação


Nenhum comentário: