domingo, 7 de julho de 2019

O QUE A IGREJA QUER DE NÓS, SE TUDO QUE ELA DIZ NÃO SAI DO PAPEL?

Essa pergunta foi feita por uma catequista em uma das nossas formações sobre itinerário Catequético. E ela é bem pertinente. 

Nossa Igreja produz muito “papel”, muita coisa bonita que, infelizmente, não sai dele. Mas, eu penso que essa realidade pode mudar se nos comprometermos de VERDADE com a nossa vocação de catequistas. Óbvio que muitas coisas dependem de pessoas que estão “acima” de nós, coordenadores, padres, párocos, bispos. Mas, depende de NÓS, o agir catequético, o FAZER! Além das leituras, é claro. Difícil conseguir fazer o que não se sabe e não se conhece.

Por isso é necessário a leitura... Muita leitura! E, de repente, o que nos parece somente papel, na verdade são instruções valiosas de como fazer a evangelização funcionar em nossa Igreja. Talvez - e esse talvez é quase uma certeza - dependa muito mais de nós que estamos na base, do que das lideranças, modificar as coisas. Afinal, somos nós os "profetas", aqueles que anunciam e denunciam.

Eu ganhei um DNC - Diretório Nacional de Catequese em 2006, e eu o "devorei"! Li inúmeras vezes. Tanto é que o coitado está quase caindo aos pedaços, cheio de anotações, grifos, páginas marcadas. E olha que eu estava começando na catequese. Foi ele que me fez buscar conhecimento dentro da pastoral e da nossa Igreja. 

Eu não sabia NADA! Nada de nada. Foi me dado um manual para seguir e doze pequenos “discípulos” para ensinar. E o fato é que de “mestra” eu não tinha nada. Num dos meus primeiros encontros tinha no manual uma citação do CIC. Eu li aquilo e pensei: "Mas, o que é isso meu Deus? CIC?". Nenhuma catequista soube me dizer, exceto que era "um livro da Igreja". Então fui ao meu pároco perguntar. Ele me mostrou o tal livro. 

E aquele tal “Catecismo da Igreja Católica” é um livro enorme, com quase cinco centímetros de lombada e mais de 900 páginas. Isso me assustou! "Isso é o nosso 'depósito da fé', o Catecismo da Igreja Católica, que contém toda a doutrina da Igreja Católica que, somada à Bíblia é a base da catequese", disse meu pároco. "

E fui presenteada com um CIC e um DNC. Todas as catequistas da paróquia  ganharam um DNC, e a catequese tinha na biblioteca inúmeros catecismos.

Hoje, quando leio os inúmeros depoimentos de catequistas aí pelo Brasil afora, eu agradeço a Deus por ter me chamado "naquela" paróquia com aquele maravilhoso pastor, que, entre outras coisas, valoriza o serviço pastoral. Foi graças ao Pe. Acácio da Diocese de Guarapuava e a minha inesgotável curiosidade e vontade de aprender que, doze anos depois, posso dizer com certeza que NADA É EM VÃO! 

Meu trabalho, minha vocação tem dado frutos, muitos frutos. E aqui, neste grupo e nas nossas páginas, temos muitas pessoas para provar isso. E vocês não imaginam a minha alegria quando, a cada formação que dou, mais e mais catequistas passam a conhecer os documentos da nossa Igreja. ISSO me faz ter a certeza que um dia eles deixarão de ser só papel e se tornarão realidade!

Ângela Rocha
Administradora - Catequistas em Formação


Nenhum comentário: