sexta-feira, 9 de junho de 2017

"O QUE A IGREJA QUER DE NÓS, SE TUDO QUE ELA DIZ PARECE QUE NÃO SAI DO PAPEL?"

Essa pergunta foi feita por uma catequista em nossa formação sobre itinerário Catequético. E ela é bem pertinente. Nossa Igreja produz muito “papel”, muitos documentos, muita coisa bonita que, infelizmente, não sai dali. Mas, eu penso que essa realidade pode mudar se nos comprometermos de VERDADE com a nossa vocação de catequistas. Óbvio que muitas coisas dependem de pessoas que estão “acima” de nós, coordenadores, padres, párocos, bispos. Mas, depende de NÓS, o agir catequético, o FAZER, além das leituras.

Mesmo tendo como fundamento principal a Bíblia, a catequese é um processo de educação na fé e o catequista precisa de uma direção a seguir. E isso é dado pela Igreja nas várias publicações e documentos.

Eu ganhei o DNC - Diretório nacional de catequese, em 2006, e eu o "devorei"! Li inúmeras vezes. Tanto é que o coitado está quase caindo aos pedaços, cheio de anotações, grifos, páginas marcadas. Eu estava começando na catequese e, que sorte a minha, ter este documento "saindo" junto. Foi ele que me fez buscar conhecimento dentro da pastoral e da nossa Igreja. Eu não sabia NADA! Nada de nada. Foi me dado um manual para seguir e doze pequenos “discípulos” para ensinar. E o fato é que de “mestra” eu não tinha nada.

Lembro que num dos primeiros encontros do manual, tinha uma citação do "CIC". 

Eu li aquilo e pensei: "Mas, o que é isso meu Deus? CIC?". Nenhuma catequista soube me dizer, exceto que era "um livro da Igreja". Então fui ao meu pároco perguntar. 

Ele me mostrou o tal livro. Ah! este é o tal "catecismo" que tanto falam! E aquele tal “Catecismo da Igreja Católica” é um livro enorme, com quase cinco centímetros de lombada e mais de 900 páginas. Isso me assustou! "Isso é o nosso 'depósito da fé', o Catecismo da Igreja Católica, que contém toda a doutrina da Igreja Católica que, somada à Bíblia é a base da catequese", disse meu pároco. "Nossa! Preciso ler isso!". E fui presenteada com um CIC e um DNC. Todas as catequistas da paróquia (30 pessoas mais ou menos), tinham o DNC, e a catequese tinha na biblioteca inúmeros catecismos. Tá certo que muitas não o abriram, mas...

Hoje, quando leio os inúmeros depoimentos de catequistas aí pelo Brasil afora, eu agradeço a Deus por ter me chamado "naquela" paróquia com aquele maravilhoso pastor, que, entre outras coisas, valoriza o serviço pastoral. Foi graças ao Padre Acácio, Vigário geral da Diocese de Guarapuava e a minha inesgotável curiosidade e vontade de aprender que, doze anos depois, posso dizer com certeza que, NADA É EM VÃO! Meu trabalho, minha vocação, minhas leituras, meus estudos; tem dado frutos, muitos frutos. 

E aqui, neste grupo e nas nossas páginas, temos muitas pessoas para provar isso. Vocês não imaginam a minha alegria quando, a cada formação que dou, mais e mais catequistas passam a conhecer os documentos da nossa Igreja. ISSO me faz ter a certeza que um dia eles deixarão de ser só papel e se tornarão realidade!

Ângela Rocha
Equipe Catequistas em Formação

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO