terça-feira, 9 de julho de 2019

VAMOS CONVERSAR SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA IVC? - 2

Vamos continuar nossa conversa sobre INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ NAS PARÓQUIAS?

Vou começar com uma citação do artigo da Ir. Carmen Pulga publicado Missão Jovem jul/2019:

"Há tempo, a Igreja do Brasil vem se empenhando para implantar um método de iniciação à vida cristã que integre fé e vida, doutrina e celebração, presença e compromisso. Um processo que não se restrinja apenas à catequese, mas que se abra à toda ação pastoral."

E é esse o ponto que quero abordar agora: o fato de que se a IVC pelo processo catecumenal não envolver TODA a paróquia, ela não vai funcionar ou vai funcionar meio “capenga”. Uma das maiores dificuldades em se implantar um processo de Iniciação cristã na Igreja é o fato de que se pensa que ela envolve só a Catequese, os catequistas, ou a pastoral catequética ou as ações catequéticas. Mas, não é bem assim. Porque a comunidade fica ausente, as equipes de canto e liturgia ficam ausentes, as demais lideranças ficam ausentes, as famílias ficam ausentes, o CPP fica ausente e até o PADRE FICA AUSENTE! E um processo dessa magnitude, que modifica a ação pastoral da Igreja, não pode ter ninguém ausente!

Então o passo agora é o seguinte:

ENVOLVER TODA A COMUNIDADE E TODAS AS PASTORAIS, GRUPOS E MOVIMENTOS NA IVC!

Como é que se faz isso?

1 - CONSCIENTIZAÇÃO: começando pelo pároco e todos os demais padres da paróquia. A IVC é urgência pastoral em todas as dioceses. E aqui temos mais uma citação: "O processo catecumenal que hoje se apresenta como novo, foi um caminho antigo de transmissão da fé a partir das testemunhas vivas da palavra e ação de Jesus. Trata-se de um itinerário, um caminho de pertencimento que leva em conta as experiências da comunidade dos seguidores de Jesus antes, durante e depois da Páscoa. A atitude de quem se põe a caminho é a de uma pessoa discípula, aprendiz, seguidora do Mestre (Documento 107 da CNBB).

Praticamente todas as dioceses do Brasil falam no processo catecumenal e tem um projeto de IVC em andamento. Estranho que alguns dos nossos padres estejam ainda alheios. Mas, quem tem que dar o pontapé inicial na paróquia são eles: os padres.

2 - A catequese, seja ela no processo catecumenal ou não ainda, precisa estar EM SINTONIA COM AS DIRETRIZES DIOCESANAS, com o projeto de IVC da diocese. Nenhuma paróquia pode evangelizar de maneira isolada, sem conhecer o que a sua diocese e o seu Bispo estão orientando. Os cursos e formações oferecidas pelas dioceses são de suma importância para todos, não só para os catequistas. Trata-se de IVC? Automaticamente todos estão convidados.

3 - UNIÃO DE TODAS AS PASTORAIS: é a velha conversa da "pastoral da unidade", onde todos falam a mesma linguagem e cuja objetivo/fim é sempre a evangelização. Não se pode entrar num processo catecumenal sem a liturgia, sem o canto, sem a pastoral familiar, sem os missionários (COMIPA), sem a pastoral do batismo, sem a pastoral dos noivos, etc. TODOS precisam saber do que é que o catequista está falando, quando ele diz que a "catequese agora é IVC". Ninguém pode ficar "vendido" na história. Não é só a "catequese" que muda, muda toda a ação pastoral da paróquia.

4 - Por fim, é PRECISO criar uma COMISSÃO PAROQUIAL DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ, onde todas as lideranças paroquiais se façam representar. Esta comissão estará sempre em sintonia com o "Projeto diocesano de IVC", conforme Doc 107, item 138: "É fundamental ter um Projeto Diocesano de Iniciação à Vida Cristã, através do qual seja possível promover a renovação das comunidades paroquiais. Não se trata de fazer apenas "reformas" na catequese, mas, de rever toda a ação pastoral a partir da Iniciação à Vida Cristã".

Aqui, mais um documento precisa ser do conhecimento de todos os agentes de pastoral: O DOC 107 da CNBB - INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ: ITINERÁRIO PARA FORMAR DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS. Este documento, aprovado em 2017, por meio do método Ver, Julgar e Agir, direciona as ações na implantação do processo catecumenal de evangelização. Todo mundo de livrinho azul na mão! Você já tem, já leu? A paróquia já divulgou o conteúdo a todos os agentes de pastoral?

Isso não é só coisa da catequese de crianças não! Se estiver “sendo”, pode ter certeza de que ela não vai ser “A” IVC, aquela mudança de que nossa Igreja precisa...

E por hoje é só! Amanhã tem mais!

Ângela Rocha
ADM Catequistas em Formação


* O Documento 107 da CNBB está a venda nas livrarias católicas, Paulus, Paulinas, Vozes, etc. e também na internet.



Um comentário:

Unknown disse...

Conscientizar toda a Paróquia da importância da IVC eis aí nosso desafio.