segunda-feira, 15 de julho de 2019

VAMOS CONVERSAR SOBRE A "IMPLANTAÇÃO" DA IVC? - 3


O QUE É A "IVC" AFINAL?

A chamada Catequese de “IVC”, sigla para Iniciação à Vida Cristã,  é um processo diferenciado da catequese a que estamos acostumados, pois ela assume um lado mais “Iniciático” da fé, em detrimento de uma catequese “sacramental” (apenas para se adquirir os sacramentos) e excessivamente doutrinal (voltado ao catecismo). Com a IVC, ela assume algumas características importantes: é querigmática, Cristocêntrica, é Celebrativa, é Orante, é Litúrgica, é Mistagógica.

Sua inspiração é o "Catecumenato", processo catequético instituído nos séculos I e II da era cristã. O processo de Iniciação à Vida cristã era constituído de 4 TEMPOS e de 3 ETAPAS ou "passagens", conforme se vê na imagem:


Com a IVC de Inspiração Catecumenal, a Igreja assume que é preciso “voltar” aos primeiros tempos da Igreja, nos primeiros séculos da era cristã, onde a catequese era feita, realmente, para INICIAÇÃO na fé. Ali iniciava-se o Cristão de forma tão intensa e profunda que ele era capaz de dar a própria vida pela sua fé.

Ao longo dos séculos, com propagação do cristianismo, perdeu-se muito deste estilo e foi-se assumindo uma catequese de “manutenção” e exclusivamente “sacramental” e “doutrinária”, partindo-se do princípio que “todos” já nasciam no seio de uma família cristã, que proporcionava os primeiros rudimentos da fé católica.

Hoje, sabemos que isso não acontece mais. As próprias famílias perderam suas referências cristãs e não fazem mais o "anúncio" e nem a "pré" catequese das crianças. E a fé não é mais encarada como um “encontro” pessoal com Jesus e inserção numa comunidade. Hoje ela é mais ligada a inserção num círculo social do que ao "seguimento" de Jesus Cristo.

E muito se tem "ouvido falar" na IVC em nossas paróquias. No entanto, ainda sem o devido conhecimento a respeito. E muito mais sem orientação do que se poderia imaginar.

Então, tem sido comum "ouvirmos" que "Nossa catequese é pelo processo do RICA"... se atinar ao fato de que o RICA* é um livro com instruções litúrgicas para as celebrações e ritos (e para adultos, principalmente!), e não um Diretório catequético.

Também ouvimos falar que "Nossa catequese é de IVC, estamos fazendo as entregas"... de novo, sem entender que, entregar um "símbolo" de fé, pura e simplesmente, sem uma catequese orientadora e iniciática por trás, é mero ritualismo.

E, finalmente, a última... "Nossa CATEQUESE assumiu a IVC." Se só a "catequese" assumiu a IVC, deixando-a restrita à pastoral catequética, ela não é Iniciação à Vida Cristã. Se ninguém, além dos catequistas, sabem o que é IVC, ela não é Iniciação à Vida Cristã. A IVC precisa ser assumida por TODA A PARÓQUIA, começando pelo padre, pelo CPP e por todas as pastorais. A "pastoral catequética" é apenas uma "parte" do processo, assim como a pastoral do batismo e a Catequese de adultos que caminha separada da infantil e a preparação de noivos feita pela Pastoral Familiar.

Tirando a catequese de Adultos, a catequese de CRIANÇAS e Adolescentes NÃO É uma IVC pelo processo catecumenal (assim como a preparação de noivos e batismo de crianças).

O processo catecumenal do RICA foi feito para CATECÚMENOS, ou seja, para quem ainda não foi batizado. A catequese de Eucaristia e Crisma, devem aproveitar o que já está sendo feito e gradualmente ir se adequando ao processo catecumenal. Na catequese de crianças, pode-se instituir alguns ritos e celebrações INSPIRADAS no catecumenato para dar mais “mistagogia” ao processo catequético. Já o CATECUMENATO DE ADULTOS, tem uma metodologia própria, segue as orientações do RICA com um pouco mais de proximidade.

Uma sugestão é que se faça Catecumenato com as famílias/pais dos catequizandos da Catequese Infantil, mesmo para aqueles que já tenham os sacramentos, como forma de Re-evangelização daqueles que tiveram uma catequese exclusivamente sacramental.

Mas, primeiramente, como já foi comentado, TODAS as Arquidioceses e Dioceses, devem ter um PROJETO ou DIRETÓRIO de INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ. Este PROJETO ou Diretório é um instrumento que vai auxiliar todas as paróquias a conduzir e formar uma unidade entre as comunidades para que a IVC funcione de forma coesa e eficaz.

Continuamos nossa conversa ainda...

Ângela Rocha
ADM Catequistas em Formação



Nenhum comentário: