sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

DINAMICA DAS CORES

Esta dinâmica tem por objetivo despertar no catequizando a consciência de seu compromisso com a catequese e as atitudes que dele se espera.
Adolescentes são jovens vivazes e espontâneos, o que é sem dúvida louvável e produtivo O fato é que costumam exagerar na vivacidade e confundem alegria com extremismos de alegria. Acaba virando baderna acompanhada de irresponsabilidade.

Foi apresentado à turma seis corações de cartolina em cores diversas; (branco, verde, amarelo, magenta, laranja, terra queimada).
Cada catequizando deveria escolher o seu e pensar o que aquela cor representava para ele. Após alguns segundos interpelei-os um a um para que dissessem o que pensavam sobre a respectiva cor. E assim, um a um foram dizendo o que aquela cor representava para eles. Após ouvir a todos, autorizei que abrissem os corações e comparassem ou complementassem suas respostas. Cada um leu a resposta que estava escrito em seu coração e eu fui falando sobre as mesmas

Para refletir:
Como podemos associar as cores e seu significado com a catequese?
Como cada uma dessas cores se aplica nos nossos encontros catequéticos?

Explicando: (um olhar para a realidade):

O que vamos buscar em cada encontro catequético?
Após ouvir várias respostas, fomos conversando e completando...

Nos nossos encontros vamos buscar:
Alegria, ardor pela palavra, companheirismo, amizade, responsabilidade consciência, maturidade, luz para nossos caminhos (brilho), harmonia, esperança, felicidade, brilho da Palavra de Deus, Amor, tranqüilidade.

Vivenciando:
Foi então distribuído a cada catequizando uma ficha de cartolina. Ali deveriam escrever a palavras que mais lhes chamou a atenção e que poderiam ser aplicadas à catequese ou mais especificamente aos nossos encontros catequéticos.

Surgiu então esta lista: alegria, respeito, harmonia, confiança, tranqüilidade, maturidade.
Esperança, ardor pela palavra, paz.

Conclusão: Essa é a postura que esperamos de cada uma. Que os encontros possam ser momentos alegres e amigáveis, onde possa reinar tranqüilidade, paz e amor. Que cada um respeite seu coleguinha, aja com maturidade e tenha pela confiança no amor de Deus. Para que nossos encontros ocorram assim num clima harmonioso é preciso que cada um se comprometa com a causa. É responsabilidade de todos. Finalizando pode-se pedir que façam um cartaz com os compromissos, utilizando as fichas já devidamente registradas.


OBS. Esta dinâmica foi enviada por uma das catequistas do Grupo, no entanto não me recordo quem... 

Como a Edite se manifestou nos comentários, vamos dar a ela os créditos!

Edite Mendes Balbo - Echaporã - SP
http://kantinhodafe.blogspot.com.br/

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO