sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

DINÂMICAS PARA ADOLESCENTES - CRISMA OU PERSEVERANÇA


As dinâmicas devem ser adaptadas conforme o conteúdo do encontro e as leituras bíblicas.

 

1- MÍMICA


Objetivo: Valor da comunicação
Recursos: papel

Procedimento:
Colocar vários temas em papeizinhos escritos, ações ou momentos bíblicos e sortear para cada integrante do grupo. Cada pessoa deve fazer a mímica do tema que tirou, e o grupo deve adivinhar. Esta atividade pode ser usada como recurso para introdução de uma lição também.

Aplicação: Ao transmitir uma mensagem, você busca estratégias para que os outros o compreendam. Nós, ao transmiti-la, nos esforçamos para que os outros nos compreendam da mesma forma que os outros se esforçam para nos compreender. 
Deus enviou uma mensagem para você, cabe a você prestar atenção e todos os dias se aprofundar no conhecimento.   
(Vamos trabalhar sobre a mensagem que Deus quer transmitir para nós)

2- SE...

Objetivo: Vamos trabalhar sobre os sinais do nascimento de Jesus em comparação com os sinais de Sua breve volta.
Recursos: Canetas e cópias do material elaborado.

Procedimento:
Prepare um questionário contendo perguntas cujas respostas podem colocar em evidência as diferenças de opinião entre os integrantes do grupo.
Se...
Se...  pudesse entrar num túnel do tempo, em que época escolheria viver ?
Se...  pudesse ir morar em outra parte do mundo, para onde iria ?
Se...  ganhasse um milhão de dólares, como gastaria ?
Se...  pudesse mudar algo em uma pessoa, o que escolheria ?
Se...  pudesse mudar algo em sua casa (escola, curso, etc.), o que mudaria ?
Se...  pudesse ser outra pessoa, quem escolheria ser ?
Se...  pudesse ter resposta para uma questão difícil, qual escolheria ?

Distribua as folhas e dê tempo suficiente para que todos elaborem as suas respostas. Reúna o grupo, apresente as questões uma a uma e de oportunidade a todos para expressarem a sua opinião e justificarem suas escolhas.

Aplicação: Aproveite a ocasião para alertar o grupo quanto aos valores nos quais estão baseadas suas escolhas. São valores condizentes com os de Deus? Nossas escolhas interferem na nossa salvação, por isso, cada uma delas deve ser analisada. Jesus voltará em breve e quer vê-lo no Céu. Meditem sobre o significado de buscar a Deus em primeiro lugar.
 
3 - MEDO DE DESAFIOS  - (Tema : Gravidez na Adolescência. Usar como referência o texto da Anunciação. Exemplo: “Maria descobre que está grávida...”)

Objetivo: trabalharemos a confiança nos propósitos de Deus para nossa vida.
Recurso: caixa, uma fruta ou chocolate e aparelho de som (rádio ou CD).

Procedimento:
Encha a caixa com jornal para que não se perceba o que tem dentro. Coloque no fundo a fruta e um bilhete: COMA A FRUTA! Pede-se à turma que faça um círculo. O coordenador segura a caixa e explica o seguinte para turma:
– Estão vendo esta caixa? Dentro dela existe uma ordem a ser cumprida, vamos brincar de batata quente com ela, e aquele que ficar com a caixa terá que cumprir a tarefa sem reclamar. Independente do que seja... ninguém vai poder ajudar, o desafio deve ser cumprido apenas por quem ficar com a caixa (é importante fazer suspense para que a turma  sinta medo da caixa, dizendo que pode ser uma tarefa extremamente difícil ou vergonhosa).
Começa a brincadeira, com a música ligada, devem ir passando a caixa de um para o outro. Quando a música for interrompida (o coordenador deve estar de costas para o grupo para não ver com quem está a caixa) aquele que ficou com a caixa terá que cumprir a tarefa...é importante que o coordenador faça comentários do tipo: Você está preparado? Se não tiver coragem... Depois de muito suspense quando finalmente o jovem abre a caixa encontra a gostosa surpresa. (O jovem não pode repartir o presente com ninguém).

Aplicando:
O objetivo desta dinâmica é mostrar como somos covardes diante de situações que possam representar perigo ou vergonha. Devemos aprender que em Deus podemos superar todos os desafios que são colocados a nossa frente, por mais que pareça tudo tão desesperador, o final pode ser uma feliz notícia.

4- DESCOBRIR QUEM É - apresentação de Jesus no templo.

Objetivo: Vamos trabalhar sobre a vontade de Deus para nossa vida.
Recursos: Venda para os olhos

Procedimento:
Um círculo grande com todos os participantes. Um deles, de olhos vendados, vai passando dentro do círculo até encontrar um participante. Examina-o detalhadamente com o tato (mãos), tentando adivinhar quem é. Quando descobrir quem é, lhe será retirada a venda dos olhos e o outro assumirá o seu papel
 
Aplicando: Para identificarmos nossos amigos precisamos conhecê-los, da mesma forma para identificarmos Jesus e sua breve volta precisamos conhecê-Lo bem. Se não  conhecemos Jesus, não somos capazes de identificar os seus sinais. Esse conhecimento se dá através da Bíblia. Se nossa vida não é repleta da Sua presença, dificilmente reconheceremos seus sinais. Os dois servos de Deus que estavam no templo, reconheceram Jesus porque estudavam Sua palavra e se encontravam com Deus a cada dia através da oração.

5 - PRESENTES

Objetivo: Vamos trabalhar o lugar que Deus tem ocupado no coração dos adolescentes.
Recursos: Caixas de presentes

Procedimento:
Cada adolescente deve receber a sua caixinha de presente. Contar a história sobre os presentes que os sábios do Oriente trouxeram. Fazê-los refletir no melhor presente que hoje poderiam dar para Jesus. Peça para que escrevam em um papel e coloquem dentro da caixinha. Em seguida, solicite que façam uma oração e entreguem através dela, seus presentes para Jesus.
Coloque estes presentes num lugar especial na sala e durante a festa de despedida do ano (ou de encerramento do ciclo, férias, etc.),  devolva a cada um o seu presente fazendo-os refletir se mudariam o presente ou não. Dê outro papel àqueles que quiserem mudar o presente. Voltem a orar por eles e deixe-os levar para casa para que se lembrem a cada dia, daquilo que ofereceram a Jesus.

Aplicando: Deus nos deu Seu maior presente, Seu único Filho para que desse a vida por nós. Precisamos sempre nos lembrar disso e refletir sobre o que temos dentro do nosso coração que merece ser entregue a Jesus e o que deve ser jogado fora, porque não pode ocupar o mesmo lugar que Jesus ocupa.

6 -  TELEFONE SEM FIO


Objetivo: mostrar como há distorções na comunicação.
Recursos: Nenhum
Procedimento:

Colocar quatro adolescentes para fora da classe, escolher outro adolescente e contar uma história que não seja conhecida por eles. Um dos adolescentes que estava fora deve entrar e aquele escolhido para contar a história, deve contá-la com o máximo de detalhes. O adolescente que estava fora, conta a história para um de seus colegas que entrará na sala, e assim sucessivamente.  Os adolescentes perceberão que a história vai sendo modificada ao ser transmitida de um para outro.

Aplicação: A história da vida de Jesus foi modificada por alguns escritores que fizeram livros chamados de apócrifos. Os livros que estão na Bíblia são aqueles não foram mudados com o tempo. Deus fez com que esses livros não sofressem alteração, e ainda providenciou para que fossem encontrados os chamados “Manuscritos do Mar Morto”, que foram guardados logo após a morte de Jesus durante a perseguição aos cristãos, e mostraram que realmente a Bíblia não sofreu modificação ao longo da história.

Atenção: Nesta lição, o catequista tratará de um assunto bastante delicado. Alguns adolescentes podem ter lido o livro, ou assistido o filme “O código Da Vinci”,  e queiram tirar dúvidas. Esteja preparado: conheça esse livro/filme, além dos livros apócrifos.
Se possível sugira uma pesquisa (ou pesquise você mesmo) sobre os Manuscritos do Mar Morto e a Pedra de Roseta. Pontue com pontos extras aqueles que trouxerem a pesquisa. Isso fortalecerá a crença na Bíblia.
Alerte para o fato de que os olhos são a janela da alma e que cada um de nós precisa ter um cuidado especial com aquilo que vemos, lemos e assistimos.

7 -  COMPLEMENTAÇÃO DE SENTENÇAS

Objetivo: Auto conhecimento e convívio com o grupo.
Recursos: Questionário impresso.
Procedimento:

Complete as frases abaixo. Não existem respostas certas ou erradas, queremos que você as complete de acordo com sua maneira de pensar e agir. Não deixe respostas em branco. Procure ser rápido e não use borracha.



1-  Meu objetivo...
2-  Eu sou muito...
3-  É bom trabalhar com pessoas que...
4-  Diante de situações novas...
5-  Minha dificuldade...
6-  As pessoas pensam que sou...
7-  Eu me arrependo...
8-  Quando aborrecido (a) costumo...
9-  Recuso-me a...
10-Gostaria que meu pai...
11-A garantia de um bom trabalho...
12-Meu objetivo atual é...
13-A coisa que mais me incomoda...
14-Minha maior dificuldade...
15-Penso em mim mesmo...
16-Minhas qualidades são...
17-Meus defeitos são...
18-Espero do meu futuro...
19-Gosto de trabalhar...
20-Quando as coisas estão contra mim...
21-Tenho um temperamento...
22-Não gosto de pessoas...
23-Se eu pudesse esquecer a vez em que...
24-A pior coisa que já fiz...
25-Eu sempre quis...
26-Não posso compreender...
27-Os colegas com quem estudo (trabalho)...
28-Posso perdoar tudo, menos...
29-A dificuldade da maioria das pessoas...
30-Posso trabalhar melhor...
31-Preciso me corrigir...
32-Às vezes sinto-me inseguro (a) em...
33-Sou incapaz...
34-Um fato que me marcou negativamente...
35-Meu maior desejo
36-Meu maior desafio...
37-Costumo nas horas de folga...
38-Na minha escola (no meu trabalho) sinto-me...
39-Um fato que me marcou positivamente...
40-Fico ansioso (a) quando...



Aplicação:
Levar o adolescente a refletir sobre seus defeitos e qualidades pensando no que pode ser mudado ou aperfeiçoado.
Caso o grupo seja coeso e tenha afinidades o assunto pode ser discutido com o grupo. Nem sempre a percepção do que é uma “qualidade” ou um “defeito” é igual para todos.
Obs.: Se achar extenso o questionário, ou o tempo for curto, diminuir a quantidade de perguntas.

8 - CORRENTE DE ORAÇÃO 

Sugestão 01:
Objetivo: Fortalecer a necessidade de relacionamento com Deus.
Recursos: Nenhum

Procedimento:
Começar, nesta semana, uma corrente de oração. Pode-se determinar um horário e um propósito para que todos os catequizandos estejam orando. Outra idéia seria usar o telefone ou internet para fazer os contatos. Nesta sugestão seria interessante que houvesse um sorteio entre os próprios adolescentes, para escolherem por quem orariam. Escolheriam o primeiro a começar a corrente (que pode ser o catequista) e o horário melhor para todos, este ligaria para seu amigo de oração que por sua vez, oraria por seu amigo sorteado por um tempo pré-estabelecido, e assim sucessivamente. Todos orarão uns pelos outros todos os dias da semana, ao fim da semana analisar os resultados.

Sugestão 02:
Objetivo: Mostrar que a alegria do pecado é falsa.
Recursos:Limão, bolo (de preferência confeitado), sal, copo e água.

Procedimento:
Trazer um pedaço de bolo bem bonito com muito sal. Também pode ser feito sem sal, mas você mudará a explicação; com sal o efeito será melhor. Analise o que achar melhor para representar a tentação.  
Utilizar o limão para representar a forma como Deus age, apesar de não parecer tão saboroso, faz bem e é saudável. Chamar duas pessoas para participar desta dinâmica, prepare um copo de água para cada um deles. Perguntar o que sentiram.

Aplicação:
O bolo com sal representa a tentação porque é aparentemente interessante, atrativa, saborosa, mas quando se experimenta é horrível e enganosa, faz mal ao corpo, traz conseqüências terríveis. A forma como Deus age é diferente. O limão é azedo, todos sabem, mas ele faz bem. Não há mentira, engano ou falsidade, ele é o que é mesmo. Deus trabalha assim, ele não tenta enganar, a grande diferença é que quando escolhemos andar com Deus, o resultado não é frustrante, mas será a alegria de estar no Céu.

9- A Palavra de Deus que transforma


Objetivo: Fazer o grupo refletir de que forma assimilamos a PALAVRA DE DEUS em nossas vidas e a transformação que Jesus pode provocar em nossas vidas.
Recursos: Uma bolinha de isopor, um giz, um vidrinho de remédio vazio, uma esponja e uma vasilha com água. Venda para os olhos.

Procedimento: 
Primeiro se explica que a água representa a Palavra de Deus e que os objetos somos nós. Colocar  a água na vasilha e dar um objeto para cada pessoa. Mergulhar os objetos na seguinte ordem: a bolinha de  isopor;  o giz, o vidro de remédio e a esponja. o colocar  a bolinha de isopor na água, refletir: a bolinha não afunda e nem absorve a água. Como nós absorvemos a Palavra de Deus? Somos também impermeáveis? Mergulhar o giz na água e refletir: o giz retém a água só para si, sem repartir. E nós? Encher de água o vidrinho de remédio. Despejar toda a água que o encheu. Refletir: o vidrinho tinha água só para passar para os outros, mas sem guardar nada para si mesmo. E nós ? Mergulhar a esponja e espremer a água. Refletir: a esponja absorve bem a água e mesmo espremendo ela continua molhada.

Aplicação:
 Algumas pessoas tiveram a oportunidade de conhecer Jesus pessoalmente, vivendo na mesma época que Ele. A presença de Jesus na vida daquelas pessoas as modificou profundamente. Hoje nós temos a oportunidade também de conhecer Jesus pessoalmente, isso através da Bíblia, podemos caminhar ao Seu lado cada dia e levar outros a conhecê-Lo  pessoalmente.

Atenção: programe para o próximo sábado ou encontro, um café da manhã especial, um lanche ou um almoço. A lição pode falar sobre a festa de casamento e a transformação de água em vinho. Defina lugar e  horário. Pode ser feito um almoço ou uma festa na casa do(a) catequista; este último é preferível por ser uma grande curiosidade conhecer sua casa, assim como servirá para aprofundar a amizade. Verifique quem vai participar, faça um amigo oculto de oração culminando neste dia. Estimule-os a festejar da forma correta, com alegria e fidelidade ao mesmo tempo.
                                                        
 10- BATATA QUENTE

Objetivo: Demonstrar a importância da reverência na casa de Deus.
Recursos: Caixa de presente ou saco para colocar perguntas e aparelho de som. Ainda podem ser usadas bexigas para esta dinâmica.

Procedimento:
O catequista deve preparar várias perguntas de como se comportar na Casa de Deus (reverência, respeito, silêncio, vestes, etc.) a serem debatidas pela classe. Escreva-as colocando em tiras de papel as questões a serem debatidas. Depois peça para que todos os alunos formem um grande círculo. O catequista deve colocar a música para tocar enquanto o recipiente onde foram colocadas as perguntas passa de aluno para aluno. Quando o catequista parar a música o aluno que estiver com o recipiente deve tirar uma pergunta e ler para que possam debater. Caso seja feito com balão o procedimento será o mesmo, mas as questões estarão dentro da bexiga.

Aplicação: O catequista deverá, ao fim do debate, fazer seu fechamento levando os alunos a se comprometerem com a  reverência dentro da igreja. E buscar ajudar aos outros a desenvolver reverência.

11 -  Salmo da vida

Objetivo: Refletir sobre as prioridades da vida, o lugar que Deus ocupa em nosso coração.
Recursos: Corações cortados em papel, cola, tesouras, revistas e canetas.

Procedimento:    
Para início de ano ler o texto ou contar a história do "Coração partido":

Certo homem estava para ganhar o concurso do coração mais bonito. Seu coração era lindo, sem nenhuma ruga, sem nenhum estrago. Até que apareceu um velho e disse que seu coração era o mais bonito, pois nele havia muitas marcas, rugas, cicatrizes,  além de um lugar bonito onde morava alguém especial. Houve vários comentários do tipo: "Como seu coração é o mais bonito, com tantas marcas?"
O bom velhinho, então explicou que, por isso mesmo, seu coração era lindo. Aquelas marcas representavam sua vivência, as pessoas que ele amou e que o amaram, além disso, em seu coração morava Jesus, alguém muito especial que mudara sua vida. Finalmente todos concordaram, o coração do moço, apesar de lisinho, não tinha a experiência do velho, nem a presença de Jesus." Nosso coração é avaliado diariamente por tudo aquilo que temos nele. Muitas vezes o que vai dentro do nosso coração é muito bom, contudo outras vezes colocamos só coisas ruins dentro dele.   

Após contar a história distribuir um recorte de coração (papel ofício dobrado ao meio e cortado em forma de coração), revistas, cola e tesoura. Os participantes deverão procurar figuras que poderiam estar dentro do coração de cada um. Fazer a colagem e apresentar ao grupo. Depois cada um vai receber um coração menor e será instruído a colocar dentro dele tudo aquilo o que  quer para o seu coração. Ou o que quer que seu coração esteja cheio.. O meu coração está cheio de... No final o instrutor deverá conduzir o os alunos a entregarem seu coração a Jesus.

Aplicação:
O que vamos colocar em nosso coração é uma escolha nossa, que fazemos diariamente.  Ninguém pode ver nosso coração a não ser Jesus. Ele quer não somente vê-lo, mas morar dentro dele, para que possamos ser felizes.

12- “RÓTULO”

Objetivo: Refletir sobre as prioridades da vida, o lugar que Deus ocupa em nosso coração
Recursos: Etiquetas adesivas e pincel atômico.

Procedimentos:
Será proposto ao grupo que se dividam em duplas. Cada dupla deve refletir nas qualidades que julga que o outro tenha. Cada adolescente receberá uma etiqueta ou pedaço pequeno de papel, onde escreverá a qualidade que julga que o amigo tenha e colará na roupa do amigo, cada um será chamado pelo novo nome. A qualidade que recebeu do amigo.

Aplicação:

Cada um tem uma característica especial e diferente. Todos temos qualidades, mas uma se diferencia de todas as outras: a HUMILDADE. Esta é uma virtude que devemos cultivar, pois ela transforma vidas, não só a própria vida, como a vida das pessoas que estão ao seu redor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário!