segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ROTEIRO DE ENCONTRO: A luz do Espírito Santo


Material: Mesa coberta com toalha vermelha. Círio pascal, pequenas velas (aquelas bem fininhas que não pingam). Uma pomba e as sete labaredas dos dons do espírito. Uma jarra com água. Uma pequena jarrinha com óleo bento (dos catecúmenos). Pode ser trazido também um ventilador para mostrar o vento. A bíblia (se for possível num ambão).

Início: Distribuir as pequenas velas entre os presentes e acender o Círio. Explicar a cada um que, em fila, acendam a vela e retornem aos seu lugares (Caso tenho mais que 15 pessoas é melhor que um ou dois acendam a vela e passem chama para os outros). Apagar as luzes e convidar a todos para fazer a oração do Espírito Santo. Falar sobre a ação do Espírito santo em nossos corações e na responsabilidade que Jesus nos deu de espalhar a sua Luz (palavra) pelo mundo. Em seguida pedir a cada um que espontaneamente ofereça essa luz a alguém que está precisando ou á família ou a alguém doente, etc.
(Caso o encontro seja feito com crianças e adolescentes, é interessante que as velas fiquem dispostas na mesa ao redor do Círio. O ideal seria usar aquelas pequenas velas já com recipientes, para que as crianças não comecem a usá-las como brincadeira e acabem se queimando. Acendê-las, fazer a intenção e deixá-las na mesa)

Leitura: Atos dos apóstolos, 1, 1-11.

Partilha: Refletir sobre o significado das palavras de Jesus: “Vocês receberão poder quando o espírito Santo descer sobre vocês e serão minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a região da Judéia e Samaria e até nos lugares mais distantes da terra.” Esse poder e essa responsabilidade é dado a cada um dos cristãos. Todos somos enviados a espalhar a palavra pelo mundo.

Envio: Falar sobre os símbolos do Espírito Santo. Sobre a água, o fogo, a pomba, o vento e o óleo. Enfatizar que com o óleo são ungidos os escolhidos de Deus. Fazer uma pequena cerimônia fazendo com o óleo uma cruz na mão direita de cada um dizendo: “Eu te envio em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.” “Aceita esta missão?”

Observações: este roteiro pode ser usado num encontro com as crianças ou com pais ou com catequistas. Para as crianças ele precisa ser um pouco mais didático e é necessário que se faça algumas leituras prévias sobre Pentecostes, os símbolos do Espírito Santo e lembrar também da vinda do Espírito Santo em Atos 2, 1-13. Recomendo que se leia sobre os símbolos no Catecismo da Igreja católica a partir do item 694. Para um encontro de catequistas ele pode ser usado com espiritualidade no início pedindo a luz do Espírito Santo como guia para a missão. Com os pais pode-se trabalhar a tarefa que Deus lhes deu ao colocar em suas mãos os filhos para serem guiados e o quanto a fé e a ajuda do Espírito Santo de Deus pode facilitar essa missão.

Texto de apoio:

O Mestre morrera.
Medo e incerteza assolavam o coração e a mente.
Aquele que viera cumprir o que os profetas disseram havia partido.
Não restara um “Reino” a ser desfrutado.
O Rei estava morto. Fora condenado, surrado e sofrera na carne o que nenhum ser humano suportaria sofrer.
Sim, ele ressuscitara. Aparecera diversas vezes a eles naqueles dias.
Mas o que o Mestre quereria deles?
Estavam fracos, abatidos sem a sua presença. Estavam escondidos e com medo de falar Dele. Pessoas os procuravam querendo consolo. Consolo que mesmo eles, na presença de Maria, mãe e força para todos, não estavam tendo.
Quando é que o Senhor devolveria o reino aos filhos de Israel?
Quando eles deixariam de ter medo e teriam certeza de que Deus estava mesmo com eles?
Então veio a promessa!
Ele os faria forte e derramaria sobre eles do Dom do Seu Espírito.
O Espírito Santo de Deus que tudo pode e fortalece.
E no 50º dia um vento forte abriu as janelas e o ar circulou envolvendo a todos, línguas de fogo se espalharam e cada um dos que estavam presentes foi tocado.
Imediatamente eles se viram cheios de sabedoria e podiam falar em todas as línguas.
Jesus cumprira a promessa: o Espírito Santo estava com eles. 
E Pedro lembra o Profeta Joel: Que Deus derramaria seu espírito sobre todos. Que seus filhos e filhas anunciariam a sua mensagem, que os jovens teriam visões e os velhos sonhariam. Até os servos e servas seriam tocados por Ele e anunciariam suas palavras. No céus aparecerão coisas espantosas e na terra faria milagres. E no fim, quando viesse o glorioso dia do Senhor, todos que pedirem ajuda do Senhor serão salvos.
A partir daquele momento os apóstolos passaram a fazer muitos milagres e maravilhas e todos se admiravam. Os cristãos se uniram e passaram a repartir uns com os outros tudo o que tinham...

Essa é a mensagem. Esse é o pedido de Jesus. Espalhemos a sua palavra. Façamos de nossa vida uma partilha.

Ângela Rocha

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO