sexta-feira, 21 de agosto de 2015

7º Dia Novena do Catequista


7º dia da novena
Abençoai, Senhor, minha mente

■ SINAL DA CRUZ   -   Oração inicial

Senhor,
Sou catequista por vós enviado, a serviço da Igreja.
Anuncio o Evangelho com alegria 
formando os vossos discípulos
para que se tornem missionários.
Coloco-me a vossa disposição,
e à disposição dos meus catequizandos.
Peço a graça de perseverar,
superando limitações e dificuldades.
Rezo esta novena com fé,
por mim, por meus catequizandos,
pelos seus familiares e pela Igreja.
Iluminai-me com o vosso santo Espírito
e mergulhar-me no amor do Pai em minha oração
e em minhas atividades.
Amém!


Interiorização
■      Faça do seu coração a sua Igreja. Desacelere os pensamentos e suavize os sentimentos. Acolha todos os ruídos e barulhos, transformando-os em sons que o ajudem a sentir-se bem. Abra o seu ser a Deus como você abre as portas de casa a uma pessoa amiga. Recebe-O suavemente, sinta-se abraçado por Ele. Deixe que Ele demonstre todo o seu amor por você. Por alguns instantes, permita que Ele faça companhia a você, e você a Ele.

■ §     Sem pressa, visualize agora, com a maior fidelidade possível, a sua mente. Recorde como é sua cabeça, e lembre que dentro dela funciona uma “máquina” extraordinário: seu cérebro. Nenhuma máquina inventada pelo ser humano se iguala a ele. Nele estão as centrais que o fazem viver, tomar decisões, agir e, também, catequizar. Passeie pela sua mente: você ainda cuida dela? A alimenta física, psicológica e espiritualmente? Oferece o descanso que ela precisa? Utiliza-a para fazer, em todas as circunstâncias, o bem? Agradeça a deus pela sua mente. Depois guarde alguns momentos de silêncio para assimilar tudo o que você descobriu.

Reflexão
■ Leia sem pressa

Somos alma e corpo, espírito e matéria, coração e razão. A nossa mente evolui e amadurece em sintonia com o restante do nosso ser. Assim como o corpo precisa de pão, a mente precisa de formação. Na catequese ela possibilita que catequista e catequizandos aprendam juntos. O catequista, sem descuidar do coração, deve alimentar a sua mente com cursos, estudos, reflexões, leituras. Aprender a pensar com coerência é uma questão de exercício e perseverança. Quem é preguiçoso não se interessa em saber coisas novas e nem aprofundar o que já sabe. Ninguém sabe tudo; todos temos muito a aprender.

■ Reflita: o que esse texto diz  a mim, catequista?

Instrução
Teríamos muita coisa a dizer sobre isso, e coisas bem difíceis d explicar, dada a vossa lentidão em compreender... A julgar pelo tempo, já devíeis ser mestre! Contudo, ainda necessitais que vos ensinem os primeiros rudimentos da Palavra de Deus; e vos tornastes tais, que precisais de leite em vez de alimento sólido. Ora, quem se alimenta de leite não é capaz de compreender uma doutrina profunda, porque é ainda criança. Mas, o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que a experiência já exercitou na distinção do bem e do mal (Hb 5, 11-14).

     Leia o texto novamente, com clama. O que mais chamou a sua atenção? Que palavras sobressaíram da leitura? Que mensagem você encontrou nesse texto da Sagrada Escritura?

■Tempo para pensar, meditar e saborear a Palavra de Deus.


Entrega
■ §     Da forma mais simples possível, diga a Jesus, como se estivesse conversando com Ele, tudo o que você tem a dizer a respeito da sua mente. Fale dos anos de escola, do aprendizado em casa, do curso que você faz atualmente, dos retiros e reuniões da pastoral catequética, dos livros que leu, do tempo que você dedica à oração, reflexão e estudo da Sagrada Escritura. Não esqueça de entregar a Ele todos os seus conhecimentos que devem sempre ser usados para o bem. Diga tudo, não guarde nada para você...

    Depois de falar, silencie a mente e o coração. Deixe que o Espírito Santo ilumine a sal reflexão e oração, e as entregas a Jesus; Jesus, por sua vez, as apresentará ao Pai.


Compromisso
Diante do que rezei refletiu hoje, que compromisso vou assumir em relação ao meu coração: sentimentos, desejos, as paixões?
■ Diga a Jesus: “Jesus eu assumo o compromisso de...”

Oração
Senhor, neste sétimo dia de novena, peço que me ajudeis a formar a minha mente alimentando-a com os valores do Evangelho e os valores humanos. Auxiliai-me no propósito de aprofundar o que já sei e de jamais deixar de aperfeiçoar os dons e talentos que recebi de vós. Amém.

■ Se você tiver um pedido particular para fazer, apresente-o agora a Jesus. Depois conclua glorificando a Trindade:
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Oração final

Senhor,
obrigado pelo ministério
que a mim confiaste
por meio de vossa igreja.
Amo os meus catequizandos
e os evangelizo com alegria,
apresentando-vos como
o Caminho, a Verdade e a vida.
Obrigado por esta novena
em que entrego a vós
a mim e aos meus catequizandos.
Olhai por suas famílias,
especialmente por aquelas
que carregam as cruzes mais pesadas.
Abençoai, Senhor, toda a minha vida,
em casa, no trabalho e na comunidade.

■ SINAL DA CRUZ
Amém!

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO