quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Novena do Catequista - 6º dia


6º dia da novena
Abençoai, Senhor, meu coração

■ SINAL DA CRUZ   -   Oração inicial

Senhor,
Sou catequista por vós enviado, a serviço da Igreja.
Anuncio o Evangelho com alegria 
formando os vossos discípulos
para que se tornem missionários.
Coloco-me a vossa disposição,
e à disposição dos meus catequizandos.
Peço a graça de perseverar,
superando limitações e dificuldades.
Rezo esta novena com fé,
por mim, por meus catequizandos,
pelos seus familiares e pela Igreja.
Iluminai-me com o vosso santo Espírito
e mergulhar-me no amor do Pai em minha oração
e em minhas atividades.
Amém!


Interiorização
■   Faça do seu coração a sua igreja. Desacelere os pensamentos e suavize os sentimentos. Acolhe todos os ruídos e barulhos, transformando-os em sons que o ajudem a sentir-se bem. Abra o seu ser a Deus como você abre as portas de sua casa a uma pessoa amiga. Receba-O suavemente, sinta-se abraçado por Ele. Deixe que Ele demonstre todo o seu amor por você. Por alguns instantes, permita que Ele faça companhia a você, e você a Ele

■ Sem pressa, visualize agora, com maior fidelidade possível, o seu corpo. Imagine-se diante de um espelho, a observar o que o caracteriza exteriormente. Agradeço a Deus pelo seu ser, pela sua vida. Em seguida veja abrindo como que uma porta em seu peito, e por meio dela entre em seu coração. O que você está vendo dentro dele: amor? Ressentimento? Alegria? Dor? Esperança? Paz? Falta de perdão? Generosidade? Que sentimentos dominam o seu coração? Há quanto tempo estão ali? Veja tudo, e depois guarde alguns momentos de silêncio para assimilar tudo o que você viu.

Reflexão
■ Leia sem pressa

O catequista não é uma pessoa " fora do comum ". É um cristão como os outros, que se dispôs a evangelizar pela catequese, e que se preparar para exercer bem o seu ministério. Mas, como as demais pessoas, tem virtudes e vícios, forças e fraquezas. Consciente de suas limitações, o catequista não desanima; antes, busca ser melhor. Sempre que necessário, procurar ajuda, informasse, dialoga com o Padre, busca a experiência dos mais idosos. É alguém que cuida do seu coração, buscando uma vida equilibrada, cuidando da própria saúde física, mental e espiritual. 

■ Reflita: o que esse texto diz  a mim, catequista?

Instrução
Tende para com eles (líderes) singular amor, em vista do cargo que exercem. Conservai a paz entre vós. Pedimo-vos porém, irmãos, corrigi os desordeiros, encorajai os tímidos, amparai os fracos e tende paciência para com todos. Vede que ninguém pague a outro mal por mal. Antes, procurar sempre praticar o bem entre voz e para com todos. Vivei sempre contentes. Orai sem cessar. Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo. Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo: abraçai o que é bom. Guardai-vos de toda espécie de mal (1Tes5, 13-22) 

■Leia o texto novamente, com calma. O que mais chamou sua atenção? Que palavras sobressaíram da leitura? Que mensagem você encontrou neste texto da Sagrada Escritura?

■Tempo para pensar, meditar e saborear a Palavra de Deus.


Entrega
■ Da forma mais simples possível, diga a Jesus, como se você estivesse conversando com Ele, tudo o que você tem a dizer sobre o seu coração e o que não está dentro dele. Fale como você vive a sua vida no dia a dia, especialmente sobre como você procura perdoar, amar, rezar. Conte a Ele o que você guarda no mais íntimo do seu coração. Diga tudo, não guarde nada para você…

■ Depois de falar, Silencie a mente e o coração. Deixe que o Espírito Santo ilumine a sua reflexão e oração e as entregue a Jesus; Jesus, por sua vez, as apresentar ao pai.

Compromisso
Diante do que rezei refletiu hoje, que compromisso vou assumir em relação ao meu coração: sentimentos, desejos, as paixões?
■ Diga a Jesus: “Jesus eu assumo o compromisso de...”

Oração
Senhor, neste sexto dia de novena, peço que me ajudeis a ter um cuidado especial com meu coração, zelando dele e alimentando com tudo o que é bom e faz bem. Ajudai-me a ter um coração manso e humilde, como o Vosso. Amém. -Se você tiver um pedido particular para fazer, apresente o agora Jesus. Depois conclua glorificando a Trindade: Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

■ Se você tiver um pedido particular para fazer, apresente-o agora a Jesus. Depois conclua glorificando a Trindade:
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Oração final

Senhor,
obrigado pelo ministério
que a mim confiaste
por meio de vossa igreja.
Amo os meus catequizandos
e os evangelizo com alegria,
apresentando-vos como
o Caminho, a Verdade e a vida.
Obrigado por esta novena
em que entrego a vós
a mim e aos meus catequizandos.
Olhai por suas famílias,
especialmente por aquelas
que carregam as cruzes mais pesadas.
Abençoai, Senhor, toda a minha vida,
em casa, no trabalho e na comunidade.

■ SINAL DA CRUZ
Amém!

SEGUIDORES DO CATEQUISTAS EM FORMAÇÃO